anglicanismo 

Photograph
A catedral de Canterbury é o centro histórico da Igreja da Inglaterra. Está …
© Thomas Barrat/Fotolia
Projetos na Área de Pesquisa

O anglicanismo é uma forma de cristianismo. É parte do ramo protestante da religião cristã. No mundo todo há pessoas que pertencem a Igrejas anglicanas. Algumas dessas Igrejas têm nomes diferentes, mas são todas relacionadas entre si. Juntas, são conhecidas como Comunhão Anglicana. O anglicanismo desenvolveu-se na Inglaterra, e a Igreja da Inglaterra é ainda a principal Igreja dos anglicanos.

O anglicanismo é uma forma de cristianismo. É parte do ramo protestante da religião cristã. No mundo todo há pessoas que pertencem a Igrejas anglicanas. Algumas dessas Igrejas têm nomes diferentes, mas são todas relacionadas entre si. Juntas, são conhecidas como Comunhão Anglicana. O anglicanismo desenvolveu-se na Inglaterra, e a Igreja da Inglaterra é ainda a principal Igreja dos anglicanos.

Crenças

Photograph
Bispos anglicanos de todo o mundo saem da catedral de Canterbury, após um culto dominical …
Gareth Fuller—PA Photos/Landov

No século XVI, os líderes da Igreja apresentaram os chamados Trinta e Nove Artigos, que afirmavam as crenças da Igreja, embora as Igrejas individuais não fossem obrigadas a segui-las. Há certas ideias básicas, contudo, que a maior parte dos anglicanos aceitam. Eles seguem a Bíblia e acreditam em dois sacramentos principais, ou sinais especiais de fé: o Batismo e a Sagrada Comunhão.

Práticas

Os anglicanos geralmente assistem aos cultos nas manhãs de domingo, usando neles uma obra chamada O livro de oração comum. O livro foi escrito no século XVI e foi revisado várias vezes após isso.

História

Photograph
Retrato do rei da Inglaterra Henrique VIII.
Spectrum Colour Library/Heritage-Images
Photograph
Clemente VII, papa de 1523 a 1534.
Alinari/Art Resource, New York

A Igreja Anglicana foi criada quando o rei Henrique VIII separou a Igreja da Inglaterra da Igreja Católica em meados do século XVI. Ele fez isso porque o papa Clemente VII se recusou a lhe conceder a anulação de seu casamento com Catarina de Aragão. Henrique queria manter a Igreja inglesa tal como era, com a única diferença de que ele seria o seu chefe, em vez do papa.

Na época, outros povos na Europa estavam rompendo com a Igreja Católica igualmente. Esse movimento ficou conhecido como Reforma protestante. Algumas pessoas na Inglaterra queriam que a Igreja da Inglaterra mantivesse laços com o catolicismo romano, enquanto outras queriam mais mudanças, como em outras Igrejas protestantes. Com a morte de Henrique, o arcebispo Thomas Cranmer, um líder da Igreja, começou a fazer essas mudanças. Ele publicou o primeiro Livro de oração comum. Também revisou as formas tradicionais de culto para incorporar as ideias protestantes.

A partir do século XVII até o XIX, exploradores ingleses fundaram colônias na América, na África, na Índia e na Oceania. Missionários logo difundiram a Igreja da Inglaterra para todas as colônias inglesas. A partir desses esforços missionários, foram criadas Igrejas separadas que vieram a formar a Comunhão Anglicana, como a Igreja Episcopal, dos Estados Unidos.