Ásia 

Map/Still

Encyclopædia Britannica, Inc.
Photograph
Pescador lança rede no rio Mekong, no sudeste da Ásia.
David Hanson—Stone/Getty Images
Photograph
O budismo foi fundado na Índia e logo se espalhou por toda a Ásia. O Templo Kiyomizu …
Chris Rennie—Robert Harding World Imagery/Getty Images
Photograph
As montanhas Tian Shan são uma das principais características do relevo da …
Jerry Kobalenko—Photographer’s Choice/Getty Images
Photograph
O rio Mekong percorre o Vietnã do Sul e deságua no mar do Sul da China.
M. Gifford/De Wys Inc.
Photograph
Jangada de troncos de madeira flutua no rio Irrawaddy, em Mianmar.
Sybil Sassoon/Robert Harding Picture Library
Photograph
O tigre-siberiano é uma das espécies animais encontradas apenas na Ásia.
© Stockbyte/Thinkstock
Projetos na Área de Pesquisa

De todos os continentes da Terra, a Ásia é o maior e mais populoso. Tem quase um terço da superfície seca do planeta e abriga mais da metade da população mundial.

De todos os continentes da Terra, a Ásia é o maior e mais populoso. Tem quase um terço da superfície seca do planeta e abriga mais da metade da população mundial.

Solo e clima

A Ásia é extremamente vasta e variada. O sudoeste é constituído principalmente por países que ficam na península Arábica ou perto dela, como a Arábia Saudita, o Irã, o Iraque e Israel. A maior parte da Turquia também pertence a esse grupo (considera-se que a outra porção do país, que é menor, faz parte da Europa). Os países do sudoeste da Ásia também fazem parte da região conhecida como Oriente Médio, que em sua maioria é desértica. Antes da Segunda Guerra Mundial, o Oriente Médio era comumente chamado de Oriente Próximo.

As principais características geográficas do sul, do sudeste e do leste da Ásia são as grandes montanhas, os planaltos e as ilhas. A Índia e o Paquistão são os principais países do sul asiático; a Tailândia, a Malásia, a Indonésia, o Timor-Leste, as Filipinas e o Vietnã ficam no sudeste da Ásia; a China, o Japão, a Coreia do Norte e a Coreia do Sul situam-se no leste do continente.

O norte da Ásia, ocupado por uma região chamada Sibéria, pertence à Rússia. (Os montes Urais, que ficam na Rússia, separam a Ásia e a Europa, por isso parte do país fica na Ásia e parte na Europa.) A paisagem da Sibéria é formada sobretudo por planícies geladas e florestas pantanosas. Devido ao frio extremo, poucas pessoas vivem ali. A maior parte da Ásia central é desértica, mas no norte dessa região se encontram vastas pastagens.

Os maiores desertos do continente são o de Góbi e o Takla Makan, no leste, e o de Thar, no sul. Muitos dos mais altos picos do continente e do mundo são encontrados no Himalaia, no sul da Ásia. Outras cordilheiras importantes são a Hindu Kush, a Tian Shan e a Altai, todas na Ásia central. Os rios principais são: o Yang-Tse e o Huang Ho, na China; o Mekong e o Irrawaddy, no sudeste asiático; o Ganges, na Índia; e o Ob, na Rússia. Algumas das mais antigas civilizações se desenvolveram ao longo do rio Indo, na Índia, e dos rios Tigre e Eufrates, no sudoeste da Ásia.

O clima asiático varia muito. O continente tem alguns dos lugares mais quentes e mais frios da Terra, bem como muitas áreas de transição. Cherrapunji, na Índia, é um dos lugares mais úmidos do mundo, com uma média de 10.000 milímetros de chuva por ano. O sudoeste da Ásia conta com alguns dos desertos mais secos do mundo. O sul e o sudeste são regiões quentes e úmidas, com duas estações distintas: inverno relativamente frio e seco e verão chuvoso e quente.

Flora e fauna

Por causa da ampla variedade de características climáticas e físicas, há muitos tipos de plantas. No norte da Sibéria crescem liquens, musgos e algumas flores silvestres. No sul ficam as florestas e pastagens sempre-verdes. A China abriga um conjunto de espécies vegetais dos mais diversificados do mundo. Palmeiras e bambus crescem na parte sul da China, da Coreia do Sul e do Japão. No sul e no sudeste da Ásia, a floresta tropical é a principal vegetação natural, embora grandes áreas florestais tenham sido abatidas para dar lugar à agricultura. Nas montanhas do sudoeste do continente há florestas de faias, coníferas, azevinhos e plantas trepadeiras.

Os animais da Ásia são tão variados quanto as plantas. O norte tem ursos-polares, morsas, alces e renas, enquanto camelos selvagens vagam pelo deserto de Góbi. Os répteis asiáticos mais conhecidos são o crocodilo, a naja e o dragão-de-komodo. Há animais encontrados apenas na Ásia, como o orangotango, o panda-gigante, o elefante asiático, o tigre-siberiano, o tigre-de-bengala e o rinoceronte indiano. Contudo, a população de muitos dos animais diminuiu por causa da destruição de seus habitats e da caça descontrolada.

Povos

Video

Um passeio pela cidade antiga de Ping Yao, na China, considerada Patrimônio da Humanidade …
Matt Smart (A Britannica Publishing Partner)
Video

Um tour por cinco cidades do norte da Índia: Délhi, Agra, Jaipur, …
Emilio Carral (A Britannica Publishing Partner)

Muitos grupos diferentes vivem na Ásia. Árabes, judeus, iranianos e turcos estão entre os povos do sudoeste do continente. Os principais povos do leste da Ásia são os chineses, os japoneses e os coreanos. O sul é habitado por populações indianas. Muitos povos e culturas do sudeste da Ásia foram influenciados pela Índia e pela China. O norte é habitado por vários grupos asiáticos, bem como por russos e outros europeus.

Milhares de línguas diferentes podem ser ouvidas por todo o continente — centenas delas apenas na Indonésia. Alguns dos idiomas mais difundidos na Ásia são o árabe, falado em parte do sudoeste do continente; o hindi, que é a língua mais falada na Índia; e o chinês (mandarim), que predomina na China. Também são falados o russo, o inglês, o francês e o português.

Diversas grandes religiões — budismo, hinduísmo, islamismo, judaísmo e cristianismo — começaram na Ásia. Atualmente, muitas pessoas no sudeste e no leste do continente seguem o budismo. O hinduísmo é a principal religião na Índia e no Nepal, enquanto o islamismo é praticado na maior parte do sudoeste da Ásia e na Indonésia, na Malásia, no Paquistão e em Bangladesh. O judaísmo é a principal religião em Israel. O cristianismo é praticado em todo o continente, mas apenas nas Filipinas, na Rússia e na Armênia é a religião principal.

Israel, Japão, Cingapura e Coreia do Sul têm excelentes sistemas educacionais e de saúde, mas o restante da Ásia ainda está em desenvolvimento. O padrão de vida de muitas pessoas é inferior ao do mundo ocidental. Em geral, são comuns os problemas nutricionais. Os serviços de saúde e educação são limitados e mais acessíveis nas cidades do que nas áreas rurais.

Economia

Photograph
Mulheres trabalham em uma plantação de arroz no sudeste da Ásia.
© KaYann/Fotolia

A agricultura é um setor importante da economia em muitos países asiáticos. Em grande parte deles, a principal cultura alimentar é a do arroz. O trigo é importante no norte, no centro, no sudoeste e no sul da Ásia. Entre as culturas comerciais estão o chá, a cana-de-açúcar, o coco e a borracha. Carneiros e bodes são criados na maior parte do continente, para a produção de carne e de . A pesca é forte na China, no Japão, na Indonésia, na Índia e na Rússia.

A Ásia tem grandes reservas de quase todos os minérios de importância econômica. O continente abriga mais da metade das reservas de carvão do mundo, principalmente na China, na Sibéria e na Índia. Importantes reservas de petróleo se encontram na Arábia Saudita, no Irã, no Iraque, nos Emirados Árabes Unidos e no Qatar. A Ásia também produz grandes quantidades de minério de ferro, ferro fundido, estanho, tungstênio e zinco refinado.

As áreas industrializadas da Ásia, entre elas Japão, Coreia do Sul, China e Cingapura, fabricam uma grande variedade de produtos. Partes do sul e do sudeste começaram a desenvolver manufaturas no final do século XX. Essas regiões fabricam mercadorias tradicionais, como artigos têxteis, e produtos de tecnologia, como computadores. O petróleo e o gás são processados nas partes central e sudoeste.

História

A Ásia abrigou três das primeiras civilizações do mundo que desenvolveram línguas escritas e construíram grandes cidades. A primeira delas desenvolveu-se no sudoeste, numa região chamada Mesopotâmia, por volta de 3500–3000 a.C. Outra civilização floresceu no vale do rio Indo, onde atualmente fica o Paquistão, em 2500 a.C., aproximadamente. A civilização chinesa também começou por volta de 2500 a.C., segundo os historiadores.

Com o tempo, essas civilizações mudaram à medida que foram dominadas por outros grupos. Os reinos mesopotâmicos tornaram-se parte dos mundos grego e persa. No século VII d.C., o islamismo foi fundado na Arábia. Os árabes muçulmanos dominaram a Mesopotâmia e se espalharam por outras partes da Ásia.

A civilização do vale do Indo desapareceu por volta de 1700 a.C. Quase na mesma época, um povo conhecido como ariano invadiu o que é hoje a Índia. Sua religião deu origem ao hinduísmo. O Império Mauria uniu o sul da Ásia em cerca de 300 a.C., mas outros grupos o dominaram posteriormente. No final do século XII, governantes muçulmanos dominavam parte da região.

A cultura chinesa dominou o leste da Ásia. A China foi governada por uma série de dinastias durante milhares de anos, aproximadamente entre 1700 a.C. e 1900 d.C. Os mongóis, povo do norte e do centro da Ásia, dominaram boa parte do continente durante os séculos XIII e XIV.

Para obter o controle das grandes riquezas da Ásia, países europeus conquistaram várias regiões do continente e as colonizaram no século XIX. No final da Segunda Guerra Mundial, as colônias asiáticas lutaram por independência. A Índia libertou-se do domínio inglês em 1947. A França tentou manter o controle sobre suas colônias no sudeste, mas teve de se retirar da região em 1954. Muitos países da Ásia central fizeram parte do Império Russo e, depois, da União Soviética. Tornaram-se independentes depois da queda da União Soviética, em 1991.

A China também sofreu mudanças importantes. Em 1912, a última dinastia terminou e o país se tornou uma república. O governo da China tornou-se comunista depois de uma guerra civil em 1949, vencida pelos comunistas. Os comunistas da Coreia e do Vietnã também lutaram para controlar seus países. A Guerra da Coreia, de 1950 a 1953, resultou na divisão da região em dois países: Coreia do Norte e Coreia do Sul. A Coreia do Norte tem governo comunista, mas a Coreia do Sul, não. A Guerra do Vietnã terminou em 1975, com o Vietnã unido sob governo comunista.

Em 1948, o Estado de Israel foi criado no Oriente Médio para ser o país do povo judeu. Todavia, os vizinhos árabes se opuseram à criação de Israel, e uma série de guerras foi travada entre eles e os israelenses. O sudoeste da Ásia foi palco de vários outros conflitos, como a Guerra Irã-Iraque (1980–88), a Guerra do Golfo (1991) e a invasão americana ao Iraque (2003).

Na segunda metade do século XX, muitos países asiáticos tiveram de lidar com problemas decorrentes do antigo domínio europeu. As fronteiras das colônias europeias nem sempre combinavam com as divisões naturais dos povos e suas culturas. Quando as colônias obtiveram independência, mantiveram essas fronteiras, mas com frequência surgiram tensões entre as pessoas que foram forçadas a viver juntas. Ao mesmo tempo, contudo, muitos países asiáticos trabalharam arduamente para melhorar sua economia.