Ludwig van Beethoven 

Photograph
Ludwig van Beethoven, retratado ao compor música.
© Archivo Iconografico, S.A./Corbis
Audio
“Ode à alegria”, da Nona sinfonia, de Beethoven.
Audio
Primeiro movimento, "Allegro con brio", do Concerto para piano No. 1 em Dó
© Cefidom/Encyclopædia Universalis
Projetos na Área de Pesquisa

O compositor Ludwig van Beethoven criou algumas das obras de maior influência na história musical, tendo transformado muitas formas de melodia e de harmonia tradicionais do Ocidente em música clássica. Por exemplo, Beethoven estabeleceu novos padrões para as sinfonias (peças musicais em que tocam muitos instrumentos da orquestra), compondo obras mais longas que serviam mais para expressar ideias importantes e sentimentos profundos do que apenas para divertir. Seus trabalhos compreendem nove sinfonias, uma ópera e muitas peças musicais para pequenos grupos e para instrumentos solistas, como o piano.

O compositor Ludwig van Beethoven criou algumas das obras de maior influência na história musical, tendo transformado muitas formas de melodia e de harmonia tradicionais do Ocidente em música clássica. Por exemplo, Beethoven estabeleceu novos padrões para as sinfonias (peças musicais em que tocam muitos instrumentos da orquestra), compondo obras mais longas que serviam mais para expressar ideias importantes e sentimentos profundos do que apenas para divertir. Seus trabalhos compreendem nove sinfonias, uma ópera e muitas peças musicais para pequenos grupos e para instrumentos solistas, como o piano.

Início da vida e da carreira

Beethoven nasceu em Bonn (cidade que fica onde hoje é a Alemanha), em dezembro de 1770. Ele aprendeu composição musical com o organista oficial da corte de um nobre. Tornou-se organista assistente aos 11 anos e logo depois publicou sua primeira composição.

Em 1787, Beethoven estudou por pouco tempo com o grande compositor Wolfgang Amadeus Mozart, em Viena. Cinco anos mais tarde, foi morar nessa cidade permanentemente. Lá, estudou com Joseph Haydn e outros famosos compositores.

A fama crescente e a surdez

Beethoven se tornou conhecido como pianista de imenso talento e capacidade. Muitos dos moradores ricos de Viena apreciavam sua música e pagavam bem para ouvi-lo. Em 1800, ele apresentou algumas de suas obras num grande concerto público em Viena. Esse evento contribuiu para torná-lo muito famoso.

No fim da década de 1790, Beethoven começou a perder a audição. Durante algum tempo ainda, continuou a compor e a se apresentar como antes. Em 1819, no entanto, já estava completamente surdo. Daí por diante, não se apresentou mais em público, dedicando a maior parte de sua energia a compor música.

Nos últimos anos de vida, Beethoven criou obras mais longas e mais complexas. Em 1824, regeu a primeira apresentação de sua Nona sinfonia, com grande sucesso — apesar de não conseguir mais escutar a música. Ludwig van Beethoven morreu em Viena, em 26 de março de 1827. As obras-primas que criou continuam a ser executadas, quase dois séculos depois de sua morte.