Índice deste artigo
Imprimir este Índice

Daniel Boone 

Photograph
Esta propriedade em Berks County, na Pensilvânia, nos Estados Unidos, é conservada …
Jane Latta/Photo Researchers
Photograph
Detalhe de uma pintura de 1851 que mostra Daniel Boone acompanhando colonizadores pelo desfiladeiro …
The Granger Collection, New York
Projetos na Área de Pesquisa

A trilha que o desbravador americano Daniel Boone abriu no desfiladeiro Cumberland, nos montes Apalaches, abriu caminho para o povoamento do oeste dos Estados Unidos. Com esse feito, Boone tornou-se um herói lendário.

A trilha que o desbravador americano Daniel Boone abriu no desfiladeiro Cumberland, nos montes Apalaches, abriu caminho para o povoamento do oeste dos Estados Unidos. Com esse feito, Boone tornou-se um herói lendário.

Daniel Boone nasceu no estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos, no dia 2 de novembro de 1734. Seus pais eram agricultores. Boone tinha pouca escolaridade, mas aprendeu a ler e escrever. Aprendeu também a trabalhar como ferreiro, a tecer, caçar e preparar armadilhas. Quando tinha 16 anos, mudou-se com a família para região fronteiriça da Carolina do Norte, onde caçava e preparava armadilhas na floresta.

Boone atravessou os Apalaches e entrou na região do Kentucky pela primeira vez em 1767. Em 1773 tentou estabelecer-se lá com a família, mas um ataque de índios forçou-os a voltar para trás. Dois anos depois, uma companhia que pretendia fazer do Kentucky uma nova colônia contratou-o para abrir uma trilha no desfiladeiro. O caminho que ele abriu se chamou Estrada da Floresta. No tramo final, Boone criou um novo povoamento, Boonesborough (atual Boonesboro). Em 1778 foi capturado por índios, mas fugiu depois de cinco meses.

Boone ficou famoso como desbravador mas permaneceu pobre. Não se tornou proprietário de nenhum pedaço da terra que ajudou a abrir para o povoamento. Mudava-se com a família de um lugar para outro, ganhando a vida com diversos trabalhos. Em 1799 transferiu-se para o Missouri, onde continuou caçando e preparando armadilhas até morrer, no dia 26 de setembro de 1820.