gado 

Photograph
Gaúchos tocam um rebanho de gado na região da Patagônia, na Argentina.
© Corbis
Photograph
Vaca da raça Frísia, também conhecida como Holandesa.
© Larry Lefever/Grant Heilman Photography, Inc.
Photograph
Pintura pre-histórica de pastores e gado, na Argélia.
Jean-Dominique Lajoux
Photograph
Uma vaca Angus e seu bezerro.
Encyclopædia Britannica, Inc.
Photograph
Vista de uma feira de gado em Catanduva, estado de São Paulo, Brasil.
Plessner International
Photograph
Pastoreio de gado numa fazenda no Brasil.
Stephanie Maze/Corbis
Photograph
Gaúchos a cavalo levam gado para pastoreio nos Pampas uruguaios.
Joerg Boethling/Alamy
Photograph
No Nepal, um menino puxa um iaque domesticado.
Nik Wheeler/Corbis
Projetos na Área de Pesquisa

A palavra “gado” é tradicionalmente utilizada para se referir a todos os tipos de animais criados em rebanhos pelo ser humano. Atualmente, essa expressão é empregada especificamente para designar os rebanhos de mamíferos criados pelos seres humanos para obter carne, leite ou couro; em alguns lugares, o gado também puxa arados e é usado para ajudar na agricultura. Assim, recebem o nome de gado todos os animais que pertencem à família dos bovídeos, que inclui bois e vacas, búfalos, bisões e iaques.

A palavra “gado” é tradicionalmente utilizada para se referir a todos os tipos de animais criados em rebanhos pelo ser humano. Atualmente, essa expressão é empregada especificamente para designar os rebanhos de mamíferos criados pelos seres humanos para obter carne, leite ou couro; em alguns lugares, o gado também puxa arados e é usado para ajudar na agricultura. Assim, recebem o nome de gado todos os animais que pertencem à família dos bovídeos, que inclui bois e vacas, búfalos, bisões e iaques.

Costuma-se chamar de forma diferente, conforme a idade, cada animal que constitui um gado. O filhote em fase de amamentação é chamado de bezerro. Enquanto cresce, mas ainda tem menos de um ano, chama-se vitelo ou vitela, conforme o sexo. A partir daí, o macho jovem é chamado de novilho e a fêmea, de novilha. A fêmea que já pode dar à luz recebe o nome de vaca. O macho adulto pode ser chamado de touro (quando já pode ter filhos), ou de boi.

Onde vive o gado

O gado vive em quase todas as partes do mundo. Os bois e as vacas domesticados vivem em fazendas e sítios. Na Ásia e na África, existe tanto o gado doméstico quanto o gado selvagem. Na Índia, as pessoas deixam as vacas passear livremente pelas cidades e pelo campo. Isso acontece porque os seguidores da religião chamada hinduísmo acreditam que elas são sagradas.

Características físicas e raças

Existem muitas raças de gado. Os animais que pertencem à mesma raça são parecidos em cor e tamanho. Seu pêlo pode ser branco, preto, cinza, amarelo, castanho ou ruivo. Eles também podem ter manchas ou áreas do corpo com cores diferentes. Dependendo da raça, os touros pesam entre 450 e 1.800 quilos. As vacas pesam entre 360 e 1.000 quilos. Muitas raças têm chifres, mas nem todas.

Algumas raças são criadas apenas por causa do leite e outras para o aproveitamento da carne na alimentação humana. Holandesa, Parda-Suíça e Jersey são alguns exemplos de raças de gado que dão leite, também chamado de gado leiteiro. Angus, Shorthorn, Hereford, Zebu Americano e Caracu são algumas raças de gado de corte, isto é, que fornecem carne.

Muitas das raças domésticas vieram da Europa. Outras são originárias da Ásia. O Zebu Americano, também chamado de Brahman, veio da Índia. Os Brahmans têm aparência diferente das outras raças de gado doméstico. Eles possuem uma corcova em cima do pescoço, chifres retorcidos e orelhas caídas.

Comportamento

Tanto o gado doméstico quanto o selvagem se alimentam de pasto e de outras plantas. Depois que o alimento é engolido, ele volta do estômago para a boca para ser mastigado e depois ser engolido novamente. Esse processo se chama ruminação. Ele ajuda o gado a digerir plantas mais resistentes. Às vezes, os fazendeiros alimentam o gado com uma comida especial para torná-lo mais gordo.

Ciclo de vida

As vacas dão à luz um ou dois bezerros depois de nove meses de gestação. O gado selvagem pode viver até vinte anos. O gado doméstico, no entanto, tem vida muito mais curta. Os donos do gado de corte normalmente vendem seus animais para o abate quando eles têm entre 15 e 24 meses de idade.

O gado e os seres humanos

O gado é muito importante para a economia de vários países e também para os pequenos fazendeiros. Milhões de cabeças de gado ao redor do mundo fornecem carne, leite, queijo e manteiga para os seres humanos. Sua pele também pode ser transformada em objetos de couro. Além disso, o gado ajuda a arar os campos e a transportar cargas pesadas. Porém, grandes áreas arborizadas estão sendo eliminadas para deixar terra livre para o pastoreio de gado, ameaçando o equilíbrio ecológico de muitas regiões como o da floresta Amazônica.