terremoto 

Photograph
Pessoas caminham por entre escombros em Porto Príncipe, capital do Haiti, após o …
Gregory Bull/AP
Projetos na Área de Pesquisa

Um terremoto é um tremor de terra. Ele acontece quando enormes massas rochosas se movimentam sob a superfície da Terra. Terremotos, também chamados de abalos sísmicos, ocorrem constantemente em várias partes do mundo, mas normalmente são tão fracos que não chegam a ser sentidos pelas pessoas. De vez em quando, porém, ocorrem terremotos que provocam muitas mortes e grande destruição.

Um terremoto é um tremor de terra. Ele acontece quando enormes massas rochosas se movimentam sob a superfície da Terra. Terremotos, também chamados de abalos sísmicos, ocorrem constantemente em várias partes do mundo, mas normalmente são tão fracos que não chegam a ser sentidos pelas pessoas. De vez em quando, porém, ocorrem terremotos que provocam muitas mortes e grande destruição.

Causas

Video

A falha de Santo André, na América do Norte, é a principal fratura da crosta …
Encyclopædia Britannica, Inc.
Art
Em um terremoto, a terra pode se movimentar tanto para cima e para baixo quanto lateralmente.
Encyclopædia Britannica, Inc.

A maioria dos terremotos é causada por movimentos na crosta terrestre, a camada mais externa da Terra. A crosta é composta por cerca de uma dúzia de massas rochosas chamadas placas tectônicas, que se movimentam constantemente. As placas podem interagir entre si de três diferentes maneiras: distanciando-se umas da outras, chocando-se umas contra as outras ou sobrepondo-se levemente. Com o tempo, essa movimentação leva a um acúmulo enorme de pressão. Quando a pressão se torna excessiva, as massas rochosas se movimentam repentinamente ao longo de uma fenda na crosta, chamada falha.

O movimento das massas rochosas libera energia sob a forma de ondas de choque. As ondas se espalham pela rocha em todas as direções, causando um terremoto. No caso dos terremotos mais fortes, pessoas a milhares de quilômetros do centro do abalo (chamado de epicentro) podem sentir o chão tremer.

Alguns poucos terremotos têm outras causas, que podem ser naturais ou humanas. A movimentação de rochas fundidas sob um vulcão é capaz de desencadear um abalo sísmico. Quando volumes imensos de água são represados em barragens, cria-se uma grande pressão que também pode provocar abalos, embora de proporções menores. Explosões nucleares subterrâneas e a escavação de minas podem ter o mesmo efeito.

A técnica de fraturamento hidráulico (também conhecida como fracking) tem causado movimentos sísmicos. Ela é usada na extração de petróleo e gás de xisto, que é um tipo de gás natural. O fraturamento hidráulico é muito praticado nos Estados Unidos. Essa técnica vem sendo questionado pelos ambientalistas, pois, para alcançar as camadas de gás e petróleo no subsolo, os engenheiros precisam abrir fraturas nas rochas.

Efeitos

Photograph
Em 2 de abril de 2014, um terremoto de magnitude 8.2 na escala Richter atingiu o norte do Chile. O …
Cristian Vivero—Reuters/Landov
Photograph
Edifício afetado pelo terremoto que atingiu a cidade de Kobe, no Japão, em 1995.
Dr. Roger Hutchison/NGDC

Um terremoto pode ser poderoso a ponto de modificar a superfície terrestre, fazendo surgir penhascos e abrindo rachaduras enormes na face da Terra. Os terremotos podem causar a destruição de edifícios, pontes, ferrovias e outras estruturas. Podem também desencadear outras movimentações de terra, como avalanches. Alguns abalos que acontecem sob oceanos ou nas proximidades deles podem levar ondas enormes e destrutivas, chamadas tsunamis, a avançar sobre a terra.

Onde ocorrem terremotos

Photograph
Um membro da equipe de resgate examina os escombros resultantes de um terremoto em Christchurch, na …
Simon Baker—Reuters/Landov
Photograph
O terremoto Áquila atingiu a Itália em 2009. Localizada na região do …
© puck/Fotolia
Photograph
Em San Francisco, no estado norte-americano da Califórnia, uma multidão observa o …
Library of Congress, Washington, D.C.

A maioria dos terremotos acontece ao longo das margens das placas tectônicas. Um grande cinturão de terremotos, conhecido como Anel de Fogo, circula o oceano Pacífico, abrangendo a costa oeste tanto da América do Norte quanto da América do Sul, bem como as regiões insulares da Ásia. A famosa falha de Santo André, na Califórnia, nos Estados Unidos, faz parte desse cinturão. Um segundo cinturão, menos ativo, passa entre a Europa e o norte da África, na região do Mediterrâneo, e abrange partes da Ásia. Um número pequeno de abalos sísmicos ocorre no interior das placas tectônicas, em vez de nas bordas.

Como se mede a intensidade dos terremotos

Photograph
Os cientistas gravam as ondas de choque produzidas por um terremoto através de um …
Artwork: © Andrea Danti/Fotolia

Os cientistas usam um instrumento chamado sismógrafo para medir as ondas de choque geradas em um terremoto. A força de um abalo é medida de maneiras diferentes. A escala Richter mede os terremotos com base na quantidade de energia que eles liberam. Os mais fracos medem perto de zero ponto na escala Richter; os mais fortes chegam a cerca de 9 pontos. A escala Mercalli mede a quantidade de destruição provocada por um terremoto, em uma escala que vai de 1 a 12.