futebol americano 

Art
As dimensões do campo de futebol americano são medidas em jardas e pés, …
© Merriam-Webster Inc.
Photograph
Jogadores de times adversários disputam a posse da bola.
© Getty Images
Projetos na Área de Pesquisa

Para milhões de pessoas nos Estados Unidos, o outono no hemisfério Norte (setembro a dezembro) é a temporada do futebol americano. Jogado em escolas secundárias, universidades e estádios profissionais, esse esporte foi inspirado no futebol tradicional e no rúgbi.

Para milhões de pessoas nos Estados Unidos, o outono no hemisfério Norte (setembro a dezembro) é a temporada do futebol americano. Jogado em escolas secundárias, universidades e estádios profissionais, esse esporte foi inspirado no futebol tradicional e no rúgbi.

As partidas são disputadas entre dois times de onze jogadores cada, os quais podem usar os pés e as mãos para chutar e passar uma bola oval. Os times marcam pontos quando levam a bola à área de finalização do time adversário. A equipe que marcar mais pontos ao fim do jogo é a vencedora.

Esse esporte possui versões semelhantes no Canadá e na Austrália, o futebol canadense e o futebol australiano. Embora na maior parte do mundo o futebol americano não seja tão popular quanto o futebol tradicional, existem fãs e praticantes do esporte em outros países.

Campo e equipamentos

O futebol americano é jogado em um campo retangular gramado com 120 jardas (110 metros) de extensão e 160 pés (49 metros) de largura. Linhas de fundo e linhas laterais, todas de cor branca, marcam os limites do campo.

Cada extremidade do gramado tem uma linha de gol. A distância entre as duas linhas de gol é de 100 jardas (91 metros). Além de cada linha de gol, existem duas áreas de 10 jardas (9 metros) chamadas de áreas ou zonas de finalização. Na extremidade de cada zona de finalização há uma trave em forma de U, sustentada por uma barra vertical.

A maior parte da ação de um jogo ocorre no espaço entre as linhas de gol. As linhas brancas que atravessam essa parte do campo a cada 5 jardas (4,6 metros) ajudam a mostrar qual time está avançando e qual está retrocedendo. Essas linhas são cruzadas por dois conjuntos de linhas curtas, chamadas linhas de restrição. Os juízes usam as linhas de restrição para posicionar a bola no campo após o jogo ser interrompido.

Como o futebol americano é um jogo que permite bastante contato corporal, os jogadores protegem-se usando acolchoamento nos ombros, quadris, coxas e joelhos, além de uma proteção na boca e um capacete com máscara facial.

A bola oval, com extremidades pontudas, é inflada de ar e geralmente revestida de couro.

Funcionamento do jogo

A partida começa com um chute inicial. O chamado time chutador deve dar um pontapé na bola para o outro time, designado de time receptor. Um jogador do time receptor apanha a bola e corre em direção à linha de gol do time adversário. O time chutador tenta impedi-lo, e seus integrantes podem derrubar o jogador que detém a bola ou empurrá-lo para fora do campo.

O jogo continua do ponto em que o jogador com a bola foi interrompido. O juiz posiciona a bola no campo, e os times se alinham um de frente para o outro em lados opostos da bola. Uma linha imaginária chamada linha de scrimmage cruza o campo de lateral a lateral, separando os dois times.

Os times possuem alguns jogadores de ataque e outros especializados na defesa. As equipes se revezam no ataque e na defesa, dependendo de quem está com a posse da bola.

O time com a bola joga no ataque e tenta conduzi-la até a área de finalização, para marcar um gol. O ataque pode movimentar a bola correndo com ela ou passando-a entre companheiros de equipe. As diferentes táticas de corrida e arremesso usadas pelo ataque se chamam jogadas. O ataque joga para avançar dominando ou enganando a defesa. O principal atacante ou armador, chamado quarterback, inicia a maioria das jogadas e geralmente passa a bola com as mãos para um companheiro de time.

A defesa tenta impedir o outro time de marcar pontos. Jogadores da defesa podem derrubar o quarterback ou qualquer outro jogador que esteja com a bola. Eles também podem tentar impedir o passe realizado pelo quarterback, posicionando-se à frente da bola e segurando-a. Isso se chama interceptação. O time que consegue fazer a interceptação ganha a vez de atacar.

O ataque tem quatro tentativas, ou downs, para movimentar a bola por no mínimo 10 jardas (9 metros). Caso não consiga, o outro time fica com a bola. Se movimentar a bola por 10 jardas ou mais, o ataque tem direito a mais quatro downs. Isso continua até o ataque marcar pontos, a defesa retomar a bola ou o tempo se esgotar.

O ataque pode marcar touchdowns ou field goals (gols de campo). Correr com a bola além da linha de gol ou recebê-la na área de finalização representa um touchdown, que vale seis pontos. Após fazer um touchdown, o time tem a chance de marcar mais pontos. Chutar a bola entre as traves do gol vale um ponto. Fazer a bola entrar na área de finalização correndo ou passando-a vale dois pontos. Quando o ataque não consegue marcar um touchdown, pode tentar chutar a bola entre as traves do gol, fazendo um field goal, ou gol de campo. O field goal vale três pontos.

A defesa também pode marcar pontos. Se um atacante perde a bola, um defensor adversário pode apanhá-la e tentar fazer um touchdown. O defensor também pode correr com a bola após interceptar um passe. A defesa marca dois pontos ao criar uma armadilha para o ataque em sua própria área de finalização. Essa jogada é chamada de safety.

História

No final do século XIX, o futebol começou a ser jogado nos Estados Unidos como um esporte universitário. As universidades de Princeton e Rutgers disputaram o primeiro jogo de futebol universitário em 1869, o qual era semelhante ao jogado no Brasil. Em 1871, alunos da Universidade de Harvard inventaram sua própria versão do jogo, combinando o futebol bretão original com o jogo inglês chamado rúgbi. Em 1876, representantes das universidades de Harvard, Princeton, Columbia e Yale elaboraram um conjunto de regras futebolísticas baseado no rúgbi.

Walter Camp, treinador da universidade de Yale, ajudou a diferenciar o futebol americano do rúgbi. Camp introduziu o time de onze jogadores, a linha de scrimmage e o sistema de downs.

O primeiro jogo de futebol americano profissional foi disputado em 1895. Em 1920, times profissionais criaram a organização que posteriormente ganhou o nome de Liga Nacional de Futebol Americano (NFL). Em 1970, a liga concorrente tornou-se parte da NFL, que é dividida em dois grupos imutáveis de times: a American Football Conference (AFC) e a National Football Conference (NFC). Desde 1967, no final de cada temporada, os dois melhores times de cada grupo competem pelo título nacional em uma única partida chamada Super Bowl.