Alcorão 

Photograph
Esta página do Alcorão foi belamente decorada e escrita à mão. Artistas …
© Corbis
Photograph
Mulher lê o Alcorão.
© Reuters/Corbis
Projetos na Área de Pesquisa

O Alcorão (ou Corão) é o livro sagrado do islamismo, ou islã. De acordo com a tradição muçulmana, Deus revelou o Alcorão ao profeta Maomé em visões e mensagens ao longo de um período de vinte anos. No islã, o livro é visto como a palavra verdadeira de Alá, ou Deus. É do Alcorão a palavra final sobre questões sociais, religiosas e legais islâmicas.

O Alcorão (ou Corão) é o livro sagrado do islamismo, ou islã. De acordo com a tradição muçulmana, Deus revelou o Alcorão ao profeta Maomé em visões e mensagens ao longo de um período de vinte anos. No islã, o livro é visto como a palavra verdadeira de Alá, ou Deus. É do Alcorão a palavra final sobre questões sociais, religiosas e legais islâmicas.

O Alcorão foi escrito em árabe. É dividido em 114 capítulos chamados suras, cada um dos quais inclui uma oração e se divide em versículos.

Mensagem

No tempo de Maomé, os árabes adoravam muitos deuses. O Alcorão enfatiza que existe apenas um deus, chamado Alá. A mensagem de Alá a Maomé é ao mesmo tempo um aviso e uma promessa. O aviso é dado a todos aqueles que se negam a acreditar no Deus único. Aqueles que creem em Alá e que cumprem sua vontade recebem a promessa de uma recompensa que durará para sempre.

A ressurreição (volta à vida) dos mortos é um tema importante do Alcorão. Outros tópicos são sobre anjos, demônios, céu e inferno. Há também capítulos sobre as leis do casamento e do divórcio, além de seções sobre os deveres dos pais para com os filhos, dos senhores para com seus empregados e dos ricos para com os pobres. O Alcorão também inclui narrativas sobre profetas e pessoas mencionados na Bíblia.

História

Segundo o islamismo, Maomé recebeu sua primeira visão em 610 d.C. Essa religião afirma que, de tempos em tempos, ele recebeu outras mensagens de Deus, até sua morte, em 632. Maomé e seus seguidores memorizaram as mensagens e, em alguns casos, as escreveram.

No ano seguinte à morte de Maomé, muitas pessoas que conheciam o Alcorão de cor morreram em uma batalha. Temendo que o conhecimento delas se perdesse, alguns muçulmanos reuniram todas essas mensagens e as escreveram.