Índice deste artigo
Imprimir este Índice

orquestra 

Art
Este diagrama mostra o lugar dos músicos em uma grande orquestra moderna: os instrumentos de …
Encyclopædia Britannica, Inc.
Photograph
Esta orquestra toca música clássica para uma plateia.
© Chuck Savage/Corbis
Projetos na Área de Pesquisa

Uma orquestra é um conjunto de músicos que interpretam obras musicais compostas para ser tocadas em conjunto. Nos países ocidentais, as orquestras costumam ser compostas por: instrumentos de cordas, como violinos, violoncelos e violas; instrumentos de sopro de madeira, como flautas, oboés, clarinetas e fagotes; instrumentos de sopro de metal, como trompetes, trombones e tubas; e instrumentos de percussão, como tambores, gongos e xilofone. Mas as orquestras podem ter todo tipo de instrumentos necessários para interpretar as obras musicais.

Uma orquestra é um conjunto de músicos que interpretam obras musicais compostas para ser tocadas em conjunto. Nos países ocidentais, as orquestras costumam ser compostas por: instrumentos de cordas, como violinos, violoncelos e violas; instrumentos de sopro de madeira, como flautas, oboés, clarinetas e fagotes; instrumentos de sopro de metal, como trompetes, trombones e tubas; e instrumentos de percussão, como tambores, gongos e xilofone. Mas as orquestras podem ter todo tipo de instrumentos necessários para interpretar as obras musicais.

Durante a Idade Média — período que vai do século VI ao século XVI —, não era costume tocar diferentes tipos de instrumentos em conjunto. Só a partir do século XVII é que os compositores europeus começaram a experimentar a combinação dos diferentes sons produzidos pelos vários tipos de instrumentos. Uma pequena orquestra foi utilizada na estreia de uma das primeiras óperas, Orfeu, do compositor italiano Claudio Monteverdi, escrita em 1607.

A orquestra moderna começou a se desenvolver no século XVIII, na Alemanha, onde os quatro grupos básicos de instrumentos foram definidos. Alguns instrumentos que têm som mais individualizado, como o cravo ou o alaúde, nem sempre são utilizados. Outros, como a clarineta e o piano, às vezes são acrescentados. As orquestras aumentaram de tamanho durante o século XIX, pois algumas obras requerem mais de cem músicos para ser executadas.

No começo do século XX se desenvolveu uma orquestra menor, chamada orquestra de câmara. Recebeu esse nome porque se apresentava em um tipo de sala pequena, um ambiente restrito, chamado câmara. Ela costuma ter de dois a oito membros e em geral toca obras compostas para instrumentos de cordas e piano.