planeta 

Art
Mercúrio, Vênus, Terra e Marte são planetas sólidos — ou seja, …
Encyclopædia Britannica, Inc.
Photograph
Ilustração do Kepler-16b (no primeiro plano), o primeiro planeta conhecido a orbitar …
T. Pyle—JPL-Caltech/NASA
Photograph
Detalhe dos anéis de Saturno (ilustração).
© Digital Vision/Thinkstock
Projetos na Área de Pesquisa

Um planeta é um corpo celeste, ou astro, sem luz própria, que percorre uma órbita ao redor de uma estrela. Oito planetas giram em torno da estrela chamada Sol. São eles, do mais próximo ao mais distante do Sol: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. O Sistema Solar é o conjunto formado pelo Sol e por todos os astros que orbitam ao seu redor, entre eles os oito planetas.

Um planeta é um corpo celeste, ou astro, sem luz própria, que percorre uma órbita ao redor de uma estrela. Oito planetas giram em torno da estrela chamada Sol. São eles, do mais próximo ao mais distante do Sol: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. O Sistema Solar é o conjunto formado pelo Sol e por todos os astros que orbitam ao seu redor, entre eles os oito planetas.

Os planetas são diferentes de outros corpos celestes como cometas, asteroides e meteoros. Em geral, depois do Sol, os planetas são os maiores astros do Sistema Solar. A maioria gira ao redor dele percorrendo uma órbita elíptica, ou seja, oval. Os planetas possuem atmosfera própria, que é uma camada de gases que os envolve, e a maior parte tem, pelo menos, uma lua ou satélite.

Apesar de tudo isso, os cientistas há muito tempo vêm debatendo sobre o que faz de um astro um planeta. Por muito tempo, as pessoas consideraram a existência de nove planetas em nosso sistema solar, pois o pequeno e distante Plutão, descoberto em 1930, era tido como um deles. Esse astro semelhante a um planeta geralmente fica além de Netuno. Contudo, a órbita que Plutão percorre em torno do Sol é diferente da dos oito planetas e, às vezes, ela se sobrepõe à órbita de Netuno. Além disso, Plutão é muito menor que os planetas principais. Assim, em 2006, um grande grupo de cientistas decidiu criar uma nova categoria para Plutão e corpos celestes semelhantes a ele, passando a chamá-los de planetas anões.

Tipos de planeta

Existem dois tipos principais de planetas no Sistema Solar. Os quatro planetas mais próximos do Sol — Mercúrio, Vênus, Terra e Marte — são chamados planetas internos. São planetas sólidos, mais ou menos do tamanho da Terra. Júpiter, Saturno, Urano e Netuno são conhecidos como gigantes gasosos. Eles são constituídos principalmente de gases e não têm superfície sólida. E são muito maiores que a Terra. Além disso, cada gigante gasoso possui várias luas e um sistema de anéis em torno de si. Os anéis de Saturno são os maiores e também os mais famosos.

Movimentos

Art
Os planetas realizam dois movimentos simultâneos. Eles se deslocam ao redor do …
Encyclopædia Britannica, Inc.

Os planetas realizam dois movimentos simultâneos. Eles se deslocam ao redor do Sol percorrendo um caminho chamado órbita. O tempo que cada um leva para dar uma volta completa em torno do Sol equivale a um ano no respectivo planeta. Por exemplo, a Terra completa uma órbita a cada 365 dias, portanto essa é a duração de um ano na Terra. Esse movimento é chamado translação.

O outro movimento é o de rotação, em que o planeta gira em torno de seu próprio centro. Conforme ele gira, partes diferentes viram-se de frente para o Sol ou se escondem da luz dele. Em um dia desse planeta pode-se ver o Sol nascer, se pôr e nascer novamente. Na maioria dos planetas, um dia equivale ao tempo que o planeta leva para completar uma rotação. A Terra, por exemplo, leva 24 horas para dar uma volta em torno de si mesma, então esse é o tempo de um dia na Terra. Já o dia de Mercúrio e o de Vênus são bem diferentes, porque esses planetas giram muito lentamente. Quando completam uma rotação, já se deslocaram para muito longe em sua órbita. Por isso, leva muito tempo para que a mesma parte desses planetas se volte para o Sol novamente.

Outros planetas

No século XX, os cientistas começaram a descobrir planetas fora do Sistema Solar. Eles percorrem órbitas em torno de estrelas que não são o Sol. Por serem muito distantes, é difícil saber detalhes a seu respeito. Os cientistas conseguem achá-los procurando por pequenas mudanças na posição e na luz das estrelas. Essas mudanças acontecem quando um planeta se desloca em torno de uma delas.