sódio 

Photograph
Estoques de sal marinho sob uma esteira rolante numa refinaria de sal.
© Pi-Lens/Shutterstock.com
Photograph
Salinas no Parque Nacional do Vale da Morte (em inglês, Death Valley National Park), na …
© spirit of america/Shutterstock.com
Photograph
O mar Morto, no sudoeste da Ásia, contém tanto sal que apenas micróbios …
© Gorshkov25/Shutterstock.com
Photograph
Pilhas de sal marinho na costa de Taiwan.
© Shi Yali/Shutterstock.com
Photograph
Um bloco de sódio puro.
© Andraz Cerar/Shutterstock.com
Photograph
Sal grosso.
© Ralf Neumann/Shutterstock.com
Photograph
As lâmpadas de vapor de sódio são geralmente usadas na …
Marmaduke St. John/Alamy
Projetos na Área de Pesquisa

O sódio é um elemento químico pertencente ao grupo dos metais alcalinos. Ele forma combinações com outros elementos, gerando muitas substâncias úteis. O composto, ou combinação, mais conhecido de sódio com outro elemento é o sal de cozinha. Cientistas empregam símbolos para representar os elementos químicos, e o do sódio é Na.

O sódio é um elemento químico pertencente ao grupo dos metais alcalinos. Ele forma combinações com outros elementos, gerando muitas substâncias úteis. O composto, ou combinação, mais conhecido de sódio com outro elemento é o sal de cozinha. Cientistas empregam símbolos para representar os elementos químicos, e o do sódio é Na.

Onde o sódio é encontrado

O sódio é um elemento muito comum, mas nunca é encontrado em forma isolada na natureza. Isso se deve ao fato de ele reagir muito facilmente com outros elementos, formando compostos. O sódio forma compostos com praticamente qualquer coisa à qual seja exposto. O composto chamado cloreto de sódio (o sal de cozinha) é a fonte mais importante de sódio. A maioria dos outros compostos de sódio é preparada, direta ou indiretamente, a partir do cloreto de sódio. O cloreto de sódio se compõe de sódio e cloro. Ele ocorre na água do mar e na forma de sal-gema. Outros compostos de sódio são encontrados em todo o mundo. No Chile e no Peru existem grandes depósitos de um composto chamado nitrato de sódio. No Brasil, a maior reserva de sal fica no Rio Grande do Norte, onde se produz 90 por cento do sal do país.

Propriedades

Os cientistas conseguem separar o sódio de seus compostos para obter o elemento em estado puro. Nessa forma, o sódio é um metal muito maleável, de cor branca prateada. É um bom condutor de eletricidade e calor. O sódio é conhecido como metal alcalino porque, quando combinado com certos outros elementos, forma um álcali, ou uma base forte. Em química, uma base é qualquer substância que numa solução aquosa é escorregadia ao tacto, tem sabor amargo, reage com ácidos para formar sais e promove reacções químicas.

Usos

Os animais precisam de sódio para conservar o nível adequado de água no corpo. Para obtê-lo, eles consomem sal. Outro composto natural de sódio é o nitrato de sódio, usado por agricultores como fertilizante de plantações. Além do sal e do nitrato de sódio, alguns dos compostos mais comuns à base de sódio são o bicarbonato de sódio, o carbonato de sódio e a soda cáustica. O carbonato de sódio é empregado na fabricação de vidro, de detergentes e de produtos de limpeza. A soda cáustica é usada na produção de sabão, de celofane, de papel, em outros produtos e também no refino de petróleo. Os cientistas também criam novos compostos a partir do sódio; eles são usados na indústria manufatureira para produzir medicamentos e substâncias químicas. Uma das poucas utilizações do sódio puro é em lâmpadas de vapor de sódio, usadas na iluminação pública de ruas e estradas.

O sal

Nos tempos antigos, o sal era tão valioso que era usado como dinheiro. A palavra latina salarium significa "dinheiro de sal" e se refere ao pagamento em sal que se fazia aos soldados romanos pelos seus serviços na guerra. Daí vem a origem da palavra moderna salário.

O sal é valorizado não só por causa de suas propriedades como um condimento e conservante, mas também porque é essencial para a saúde dos seres humanos e animais. A privação do sal por um período curto pode causar náusea e fraqueza. Por um longo período, a falta de sal provoca desidratação, uma progressiva queda na pressão sanguínea, coma e, finalmente, a morte. Contudo, o consumo excessivo de sal também pode ser prejudicial à saúde e pode contribuir para uma pressão arterial elevada, ou hipertensão. Em algumas regiões do mundo, o sal de mesa contém iodo para assegurar seu suprimento para a população. Pessoas com insuficiência de iodo desenvolvem uma doença chamada bócio, que é um inchaço da glândula tireoide, no pescoço.