Olimpíadas Especiais 

Photograph
Crianças participam de uma corrida de 50 metros durante as Olimpíadas Especiais.
Kyle Nosal—Enid News & Eagle/AP
Projetos na Área de Pesquisa

Diferentes das Paraolimpíadas (ou Jogos Paraolímpicos), as Olimpíadas Especiais são promovidas por uma organização internacional chamada Special Olympics, que promove atividades esportivas para pessoas com deficiência mental.

Diferentes das Paraolimpíadas (ou Jogos Paraolímpicos), as Olimpíadas Especiais são promovidas por uma organização internacional chamada Special Olympics, que promove atividades esportivas para pessoas com deficiência mental.

Os programas promovidos pela organização são gratuitos e acontecem durante o ano todo. Eles incluem o treinamento atlético e as competições em mais de vinte modalidades de esportes. As Olimpíadas Especiais ajudam os atletas a ganhar forma física e autoconfiança. E também levam os atletas a ganhar respeito em suas comunidades.

Mais de 1,7 milhão de crianças e adultos em mais de 150 países participam de atividades das Olimpíadas Especiais. A cada dois anos, atletas de todo o mundo participam dos jogos. Eles ocorrem nos anos intermediários entre os Jogos Olímpicos de Inverno e os de Verão. Antes do início das Olimpíadas Especiais, os atletas fazem o mesmo juramento dos gladiadores (lutadores profissionais) da Roma antiga: “Faça-me ganhar! Mas, se eu não puder ganhar, que eu seja corajoso na competição”.

A criação das Olimpíadas Especiais foi ideia de Eunice Kennedy Shriver, irmã de John Kennedy, que foi presidente dos Estados Unidos. Em 1962, Shriver criou um acampamento em sua casa para crianças com deficiência intelectual. Os jogos das Olimpíadas Especiais nasceram a partir daí. Em 1968, a primeira Olimpíada Especial Internacional aconteceu em Chicago, nos Estados Unidos.