Sol 

Art
Esta vista em corte mostra o núcleo extremamente quente do Sol. Manchas solares aparecem na …
Encyclopædia Britannica, Inc.
Photograph
Erupção solar, 30 vezes maior que o diâmetro da Terra, captada em 2002 pelo …
NASA
Video

Origem das estrelas e detalhes sobre seu tamanho e brilho relativos.
Created and produced by QA International. © QA International, 2010. All rights reserved. www.qa-international.com
Video

Eclipse solar total.
Encyclopædia Britannica, Inc.
Art
Mercúrio, Vênus, Terra e Marte são planetas sólidos — ou seja, …
Encyclopædia Britannica, Inc.
Projetos na Área de Pesquisa

O Sol é uma estrela situada no centro do Sistema Solar. É uma bola quente de gases que libera enormes quantidades de energia. A vida na Terra depende da luz e do calor do Sol.

O Sol é uma estrela situada no centro do Sistema Solar. É uma bola quente de gases que libera enormes quantidades de energia. A vida na Terra depende da luz e do calor do Sol.

Planetas, cometas e asteroides que giram em torno do Sol constituem o Sistema Solar. O diâmetro do Sol — isto é, a distância entre dois pontos da superfície passando pelo centro — é de cerca de 1.392.000 quilômetros. Isso equivale a, aproximadamente, 109 vezes o diâmetro da Terra. O Sol é o maior corpo do Sistema Solar.

Visto da Terra, o Sol é o objeto mais luminoso do céu. A Terra orbita o Sol a uma distância média de 150 milhões de quilômetros. Depois do Sol, a outra estrela mais próxima da Terra está cerca de 250 mil vezes mais distante.

A “fornalha” do Sol

O Sol é essencialmente constituído de gases de hidrogênio e hélio. Seu núcleo é muito quente, devendo provavelmente chegar a 15.600.000°C. O hidrogênio está firmemente concentrado no núcleo. A alta pressão comprime o hidrogênio, fazendo-o transformar-se em hélio. Esse processo libera grande quantidade de energia.

O Sol está brilhando há pelo menos 4 bilhões de anos. A cada segundo ele transforma em hélio, ou “queima”, mais de 600 milhões de toneladas de combustível de hidrogênio. Daqui a alguns bilhões de anos, ele acabará com toda a sua reserva de hidrogênio e cessará de brilhar.

Superfície e atmosfera

Assim como o núcleo, a superfície do Sol é feita de gases. A temperatura nela é de cerca de 6.000°C. Às vezes, surgem na superfície do Sol áreas menos quentes e escuras chamadas manchas solares. Essas manchas aparecem e desaparecem em ciclos de onze anos.

O Sol é circundado também por uma atmosfera feita de camadas de gases. Essa atmosfera é dividida em três camadas: a fotosfera, a cromosfera e a coroa solar. A fotosfera é a primeira dessas camadas (mais próxima do núcleo), aquela que irradia luz e calor, e que podemos ver da Terra. A cromosfera fica acima da fotosfera e abaixo da coroa, e tem pouca espessura. Às vezes, irrompem da atmosfera interna as chamadas explosões solares, que são grandes explosões de energia. A coroa solar é a atmosfera externa. É muito quente, podendo chegar a 2.000.000°C.

O vento solar

A coroa solar ejeta pequenos pedaços de matéria, ou partículas, que carregam uma carga elétrica. A corrente de partículas é chamada vento solar. Ela se move pelo Sistema Solar à velocidade de 400 quilômetros por segundo, e causa interrupções nos sinais de rádio na Terra. O vento solar também provoca faixas de luz, que são as chamadas auroras que aparecem no céu da Terra em distantes regiões do norte (aurora boreal) e do sul (aurora austral).