natação 

Photograph
Nadadora praticando o estilo livre, também conhecido como crawl.
© Rod Ferris/Fotolia
Photograph
Atleta iniciando uma prova de nado de costas.
Michael Sohn/AP
Art

Encyclopædia Britannica, Inc.
Art

Encyclopædia Britannica, Inc.
Art

Encyclopædia Britannica, Inc.
Art

Encyclopædia Britannica, Inc.
Projetos na Área de Pesquisa

Praticada no mundo inteiro, a natação é um exercício e um esporte. Como exercício, proporciona condicionamento físico completo a pessoas de todas as idades. Como esporte, inclui provas em clubes de atletismo e escolas, além de competições nacionais e internacionais. A natação integra os Jogos Olímpicos de Verão.

Praticada no mundo inteiro, a natação é um exercício e um esporte. Como exercício, proporciona condicionamento físico completo a pessoas de todas as idades. Como esporte, inclui provas em clubes de atletismo e escolas, além de competições nacionais e internacionais. A natação integra os Jogos Olímpicos de Verão.

O nado faz o corpo humano deslizar na água. Ao contrário de muitos animais, as pessoas não nadam desde o nascimento e precisam aprender essa habilidade. O nadador iniciante aprende a repetir uma série de movimentos simultâneos com os braços e as pernas.

Estilos de nado

As braçadas, coordenadas com os movimentos das pernas, permitem que o nadador se sustente e se movimente na água. Há cinco estilos principais de nado: livre (ou crawl), de peito, borboleta, de costas e de lado.

O estilo livre é caracterizado pela velocidade. O nadador gira os braços alternadamente, ao mesmo tempo em que bate as pernas. No nado de peito, as pernas fazem um movimento de impulso semelhante ao do sapo. O estilo borboleta recebeu esse nome porque os movimentos dos braços se assemelham ao bater de asas de uma borboleta. O nado de costas é semelhante ao estilo livre, porém com as costas viradas para a água e o rosto para cima. No nado de lado, o praticante se movimenta lateralmente.

Natação desportiva

Competições de natação são realizadas por clubes de atletismo, escolas e grupos nacionais e internacionais. As provas acontecem em grandes piscinas divididas em raias, que servem de orientação para os nadadores. A competição mais importante ocorre a cada quatro anos, nos Jogos Olímpicos.

Os quatro estilos adotados nas Olimpíadas e em outras competições internacionais são: livre, de costas, de peito e borboleta. Há provas individuais e para equipes de quatro membros. As provas em equipe são chamadas de revezamento. Na maioria das provas, os nadadores utilizam apenas um tipo de braçada. Os quatro estilos, porém, são usados na competição chamada medley. As competições cobrem distâncias de 50 a 1.500 metros. As provas curtas testam a velocidade dos nadadores, ao passo que as mais longas testam a velocidade e o condicionamento físico.

Provas de mais de 1.500 metros são chamadas de nado de longa distância e, em geral, são realizadas em lagos ou mares. A maioria delas envolve distâncias de 24 a 59 quilômetros e são muitas vezes chamadas de maratonas.

Uma das mais famosas travessias de longa distância foi realizada em 1875 por Matthew Webb, da Grã-Bretanha. Webb foi a primeira pessoa a cruzar a nado o canal da Mancha, que é a parte do oceano Atlântico que separa o Reino Unido da França. Em 1926, a americana Gertrude Ederle foi a primeira mulher a fazer essa travessia.

História

Os egípcios já praticavam natação em 2500 a.C. Na Grécia e na Roma antigas, meninos aprendiam a nadar como parte de sua educação. No Japão, já havia provas de natação no século I a.C.

Competições de natação tornaram-se populares a partir do século XIX. O primeiro campeonato foi na Austrália, em 1846. Em 1896, os primeiros Jogos Olímpicos da era moderna incluíram competições de natação. A popularidade das Olimpíadas ajudou o esporte a crescer.

A Federação Internacional de Natação (FINA), fundada em 1909 em Londres, administra as competições internacionais, inclusive as das Olimpíadas. No Brasil, o esporte é regulamentado pela CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos).

Nadadores brasileiros se sobressaem com regularidade nas competições internacionais, estando com frequência entre os melhores do mundo. Dentre os atletas de destaque estão Gustavo Borges, Cesar Cielo e Joana Maranhão.