Índice deste artigo
Imprimir este Índice

região do ABC 

Photograph
Operários na linha de montagem da Volkswagen do Brasil. A indústria …
Mauricio Lima—AFP/Getty Images
Projetos na Área de Pesquisa

A região do ABC, no estado de São Paulo, também é conhecida como Grande ABC e ABC paulista. Oficialmente, o Grande ABC faz parte da Região Metropolitana de São Paulo, que inclui vários outros municípios em volta da capital do estado. É uma das áreas economicamente mais importantes do Brasil, e seu nome vem das iniciais dos nomes de três santos: André, Bernardo e Caetano. Foi com o nome desses santos que se fundaram as três cidades que originalmente compuseram a região do ABC: Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul. Como não é um nome oficial, muitas vezes usa-se a designação ABCD, que inclui também a letra inicial do nome da cidade vizinha de Diadema.

A região do ABC, no estado de São Paulo, também é conhecida como Grande ABC e ABC paulista. Oficialmente, o Grande ABC faz parte da Região Metropolitana de São Paulo, que inclui vários outros municípios em volta da capital do estado. É uma das áreas economicamente mais importantes do Brasil, e seu nome vem das iniciais dos nomes de três santos: André, Bernardo e Caetano. Foi com o nome desses santos que se fundaram as três cidades que originalmente compuseram a região do ABC: Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul. Como não é um nome oficial, muitas vezes usa-se a designação ABCD, que inclui também a letra inicial do nome da cidade vizinha de Diadema.

Hoje, o conglomerado urbano do ABC, que cresceu ao longo das décadas, inclui também as cidades de Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. Todas essas cidades estão praticamente unidas umas às outras num imenso núcleo urbano contínuo.

Foi pela região do ABC que se iniciou a ocupação do interior da capitania de São Paulo pelos portugueses. Em 1553, o pioneiro João Ramalho fundou a cidade de Santo André da Borda do Campo (atual Santo André). A capital do futuro estado, São Paulo, seria fundada um ano depois, em 1554. Já São Bernardo e São Caetano têm origem nas fazendas de mesmo nome criadas na região pelos monges do Mosteiro de São Bento no ano de 1797; São Bernardo cresceu como vila até tornar-se município em 1890, e São Caetano do Sul separou-se em 1948 do município de Santo André, do qual fazia parte até então.

A região do ABC é o terceiro polo econômico do Brasil; só perde para a cidade de São Paulo e para a do Rio de Janeiro. É no ABC que se encontra uma das maiores concentrações de indústrias do país.

O grande desenvolvimento do ABC paulista aconteceu a partir dos anos 1950. Nessa época, foi lá que se instalaram as primeiras indústrias do setor automobilístico do Brasil. Ainda hoje a região é sede de montadoras de automóveis, como a Volkswagen, a General Motors e a Ford, que empregam milhares de trabalhadores. Foi na região do ABC que o movimento sindical do Brasil desenvolveu a força que adquiriu historicamente. De suas fileiras saiu um presidente do país, Luiz Inácio Lula da Silva.

Juntos, os sete municípios que formam o ABC têm 2.549.135 habitantes (censo de 2010). São Bernardo do Campo tem a maior população de todos: 765.463 habitantes; o município menos populoso é Rio Grande da Serra, 43.974 habitantes.

A região ocupa uma superfície de 825 quilômetros quadrados. Quase metade dessa área é ocupada pelo município de São Bernardo do Campo, com 406 quilômetros quadrados. São Caetano do Sul é o município com menor área: 15,3 quilômetros quadrados.