Índice deste artigo
Imprimir este Índice

acerola 

Photograph
Acerola (Malpighia glabra).
© Hugo Carlone/Fotolia
Projetos na Área de Pesquisa

A acerola é a fruta que tem o maior teor de vitamina C que se conhece. Nasce na aceroleira, árvore da mesma família a que pertence o murici (árvore típica da mata Atlântica que fornece frutos e madeira). Característica de climas tropical e subtropical, a acerola precisa dos raios do sol para se desenvolver bem. Seu nome científico é Malpighia glabra.

A acerola é a fruta que tem o maior teor de vitamina C que se conhece. Nasce na aceroleira, árvore da mesma família a que pertence o murici (árvore típica da mata Atlântica que fornece frutos e madeira). Característica de climas tropical e subtropical, a acerola precisa dos raios do sol para se desenvolver bem. Seu nome científico é Malpighia glabra.

A acerola é originária da América Central, do norte da América do Sul e das Antilhas. É cultivada no Brasil, no Haiti, no México, na Venezuela, em Barbados, no Vietnã e no continente africano. A produção brasileira de acerola destina-se ao consumo interno e à exportação, especialmente para a Alemanha, a França e o Japão.

A fruta, suculenta e azedinha, varia do amarelo ao vermelho. Em 100 gramas de polpa encontram-se 3.400 mg de vitamina C, enquanto a laranja e o limão apresentam 50 mg. Além disso, contém as vitaminas A, B1, B2 e B3 e cálcio, ferro e fósforo.

No Brasil, a acerola começou a ser cultivada no início do século XX, no estado de Pernambuco. Hoje, é um produto muito importante da região Nordeste, típico das pequenas propriedades. Encontra-se também em outras áreas do país, como no estado de São Paulo. O cultivo da acerola impulsiona a produção e a comercialização da sua polpa congelada e do seu suco, além da produção de doces e geleias.