Índice deste artigo
Imprimir este Índice

Ali Babá 

Photograph
Ilustração do conto “Ali Babá e os quarenta ladrões”, por …
Hilary Morgan/Alamy
Projetos na Área de Pesquisa

Ali Babá é um personagem da literatura árabe medieval. Suas aventuras são relatadas no conto “Ali Babá e os quarenta ladrões”, que faz parte da obra As mil e uma noites.

Ali Babá é um personagem da literatura árabe medieval. Suas aventuras são relatadas no conto “Ali Babá e os quarenta ladrões”, que faz parte da obra As mil e uma noites.

Na história, Ali Babá é um humilde lenhador que fica sabendo da existência de um tesouro.

O lenhador está na floresta quando vê passar um grupo de quarenta homens a cavalo, carregando caixas. Curioso, Ali Babá os acompanha de longe e vê que param diante de uma grande rocha. Um deles, que parece ser o líder, diz: “Abre-te, Sésamo”. Imediatamente, uma fenda se abre na rocha, deixando ver uma gruta. O homens entram, depositam ali as caixas e saem. Antes de se afastar, o chefe diz: “Fecha-te, Sésamo”, e a passagem se fecha.

Quando o grupo já está longe, Ali Babá diz a frase mágica e entra na caverna. Descobre então um tesouro valioso: tecidos de seda, tapetes preciosos, pratarias e moedas de ouro.

Rapidamente, enche os bolsos de moedas e volta para casa. Conta toda a história à mulher e lhe pede que enterre as moedas de ouro.

O segredo chega a Cassim, irmão de Ali Babá. Ganancioso, Cassim vai até a gruta. Lá dentro, porém, esquece as palavras mágicas para sair e fica preso na caverna. É encontrado pelos ladrões, que o matam brutalmente.

Ali Babá vai à caverna procurar pelo irmão. Ao encontrá-lo morto, fica desolado e leva-o para sepultar o corpo.

Pouco depois o bando retorna e não encontra Cassim. O chefe se dá conta de que mais alguém conhece o esconderijo. Ordena a seus comparsas que encontrem e matem o intruso.

Nesse ponto, entra em cena Morjana. Ela havia sido escrava de Cassim e passou a servir Ali Babá. Astuta, Morjana consegue salvar Ali Babá de todas as ciladas. Os quarenta ladrões acabam mortos e Ali Babá conquista o tesouro.

Em algumas versões da história, Morjana é recompensada com a liberdade e casa-se com o filho de Cassim. Existe ainda outro final, em que o próprio lenhador Ali Babá acaba se casando com a escrava.

A história de Ali Babá é contada em várias publicações no Brasil e em outros países. Também inspirou diversos filmes e animações. Em 1972, no Brasil, o cômico Renato Aragão lançou sua versão da história em forma humorística, num filme dirigido por Victor Lima que tem como título, justamente, Ali Babá e os quarenta ladrões.