Índice deste artigo
Imprimir este Índice

Rui Barbosa 

Photograph
Rui Barbosa foi um notável jurista e político brasileiro.
Keystone Brazil/Everett Collection
Projetos na Área de Pesquisa

Rui Barbosa de Oliveira foi um importante jurista e político brasileiro, que defendia as liberdades civis (dos cidadãos). Ele também se destacou como diplomata, jornalista e escritor. Foi candidato à presidência do Brasil em 1910 e 1919, derrotado nas duas ocasiões: primeiro por Hermes da Fonseca, depois por Epitácio Pessoa.

Rui Barbosa de Oliveira foi um importante jurista e político brasileiro, que defendia as liberdades civis (dos cidadãos). Ele também se destacou como diplomata, jornalista e escritor. Foi candidato à presidência do Brasil em 1910 e 1919, derrotado nas duas ocasiões: primeiro por Hermes da Fonseca, depois por Epitácio Pessoa.

Rui Barbosa nasceu na Bahia, em 5 de novembro de 1849. Ele adorava estudar. Aos 16 anos, já estava matriculado na Faculdade de Direito do Recife. Formou-se advogado em 1870 em São Paulo e, em 1873, assumiu a direção do Diário de Notícias. Em 1879, mudou-se para o Rio de Janeiro, ao ser eleito deputado da Assembleia Legislativa da Corte Imperial.

De ideias liberais, Rui Barbosa lutou pela abolição da escravidão no Brasil e pela implantação da república no lugar da monarquia. Foi praticamente o único autor da primeira constituição republicana brasileira, a Constituição de 1891. Barbosa exerceu os cargos de ministro da Fazenda e da Justiça do primeiro governo da República, presidido por Deodoro da Fonseca (1889-1891). Na época, ele elaborou um plano de desenvolvimento que tinha como principal objetivo estimular a industrialização no país. Para isso, permitiu a emissão livre de papel-moeda. No entanto, quanto mais dinheiro entrava em circulação, mais a especulação financeira disparava. A situação ganhou o nome de Encilhamento — palavra que comparava os investidores da bolsa de valores aos apostadores do jóquei, empolgados com seus cavalos. De fato, apostava-se alto, a fim de lucrar, e nas ruas a inflação galopava. Os preços subiam, e a dívida externa crescia a olhos vistos, o que levou à primeira grande crise econômica e financeira da República, resolvida parcialmente no governo de Campos Sales, terceiro presidente do país.

Contrário ao governo de Floriano Peixoto — segundo presidente da República —, Rui Barbosa acabou exilado. De Londres, escreveu as famosas Cartas da Inglaterra. Estudioso da língua portuguesa, Barbosa foi o segundo presidente da Academia Brasileira de Letras, de 1908 a 1919. Em 1907, representou o Brasil na segunda Conferência Internacional da Paz em Haia, na qual teve atuação notável. Ele defendeu a igualdade entre as nações e tornou-se o porta-voz dos pequenos países, travando memoráveis discussões com o barão Marshall, representante alemão, e o sir Edward Fry, da Inglaterra. Em 1921, Rui Barbosa foi eleito juiz da Corte Permanente de Justiça Internacional, em Haia. Dois anos depois, ele morreu em Petrópolis, no dia 1o de março, aos 73 anos.

Em 1930, a casa onde Rui Barbosa viveu de 1895 a 1923, no Rio de Janeiro, foi transformada no Museu Casa de Rui Barbosa, que mais tarde daria origem à Fundação Casa de Rui Barbosa. Ali se conservam os móveis, os objetos de família, a biblioteca e os arquivos do jurista. Periodicamente, a fundação reedita e publica a obra completa de Rui Barbosa. Entre os escritos mais famosos está Oração aos moços, discurso feito em 1920 aos alunos da Faculdade de Direito de São Paulo.