Círio de Nazaré 

Photograph
O Círio, procissão em homenagem a Nossa Senhora de Nazaré, se realiza todos os …
Paulo Santos/AP
Projetos na Área de Pesquisa

O Círio de Nazaré é a maior festividade religiosa católica do mundo. É uma procissão celebrada todos os anos, no segundo domingo de outubro, em Belém, capital do estado do Pará. Cerca de 2 milhões de pessoas acompanham o cortejo para homenagear Nossa Senhora de Nazaré. A tradicional festa também é realizada em Portugal, mas em outra data: 8 de setembro.

O Círio de Nazaré é a maior festividade religiosa católica do mundo. É uma procissão celebrada todos os anos, no segundo domingo de outubro, em Belém, capital do estado do Pará. Cerca de 2 milhões de pessoas acompanham o cortejo para homenagear Nossa Senhora de Nazaré. A tradicional festa também é realizada em Portugal, mas em outra data: 8 de setembro.

Suas origens remontam ao século XVII, quando um caboclo chamado Plácido encontrou uma imagem de Nossa Senhora de Nazaré junto a um igarapé, em meio ao lodo e à lama, em Belém.

A primeira celebração do Círio de Nazaré em Belém aconteceu em 1793. No início era realizada à noite, daí o uso dos círios, ou velas. A festa começa com uma missa, rezada às 6 horas da manhã. Em seguida, os fiéis começam a procissão do Círio, uma caminhada de 5 quilômetros, da Catedral Metropolitana até a Basílica de Nazaré, que dura toda a manhã. (Em 2004, a caminhada do Círio chegou a atingir nove horas e quinze minutos, sendo a mais longa de sua história.)

Durante o cortejo, desfilam os símbolos da festa, como um manto que envolve a imagem de Nossa Senhora, uma berlinda (espécie de altar) que a carrega, crianças vestidas de anjos, fogos de artifício e velas em vários formatos que imitam as partes do corpo humano (a palavra “círio” vem do latim e significa “vela grande”).

Depois da romaria, a imagem da Virgem fica exposta na Praça Santuário de Nazaré até quinze dias após a celebração. Esse período é conhecido como quadra nazarena, em que outras homenagens são feitas a Nossa Senhora, assim como cantos, danças e pagamento de promessas.

Em setembro de 2004, o Círio de Nazaré de Belém do Pará foi considerado patrimônio imaterial (ou seja, patrimônio cultural de natureza imaterial) pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).