São Francisco de Assis 

Photograph
São Francisco de Assis, detalhe de um afresco de Cimabue, do século XIII; na …
Alinari—Anderson/Art Resource, New York
Projetos na Área de Pesquisa

São Francisco de Assis é um dos mais importantes santos da Igreja Católica. Ele ficou conhecido pela dedicação aos pobres e pelo amor à natureza e aos animais. Seu nome verdadeiro era Giovanni di Pietro di Bernardone.

São Francisco de Assis é um dos mais importantes santos da Igreja Católica. Ele ficou conhecido pela dedicação aos pobres e pelo amor à natureza e aos animais. Seu nome verdadeiro era Giovanni di Pietro di Bernardone.

Infância e juventude

Giovanni di Pietro di Bernardone nasceu na cidade de Assis, na Itália, no dia 26 de setembro de 1181. Seu pai era um rico comerciante. Giovanni viveu uma juventude despreocupada e cheia de aventuras. O pai, após uma viagem à França, deu-lhe o apelido de Francisco (ou Francesco, que no dialeto italiano da região significava “francês”). A partir de então, todos passaram a chamá-lo assim.

O jovem Francisco se tornou militar, participou de batalhas e permaneceu um ano como prisioneiro de inimigos. Quando saiu da prisão, em 1204, é que lhe veio a vontade de se dedicar à vida religiosa. Foi mudando seu modo de viver, renunciou à herança de seu pai e se tornou devoto.

A Ordem Franciscana

Photograph
Santa Clara de Assis com as freiras de sua ordem; afresco da igreja de São Damião, …
Gunnar Bach Pedersen

Por volta de 1209, Francisco começou a pregar a palavra divina. Voltou-se para os mais humildes e passou a viver em completa pobreza. Logo conseguiu adeptos, e juntos formaram um grupo de penitentes. Foram a Roma pedir aprovação ao papa Inocêncio III das normas que tinham escolhido para a sua vida. Assim foi fundada a Ordem dos Frades Menores.

De volta a Assis, Francisco e seus seguidores passaram a cuidar de pobres e de doentes, a fazer trabalhos manuais e a pregar o Evangelho. Procurando seguir o ideal de vida dos primeiros cristãos (fé, amor ao próximo, renúncia aos bens materiais), a Ordem cresceu rapidamente. Em 1212, a jovem Clara d’Offreducci juntou-se aos franciscanos. Ela fundou a Ordem das Clarissas e, mais tarde, foi canonizada como Santa Clara.

Milagres e viagens

Muitos milagres são atribuídos ao humilde pregador de Assis. Viajando pela Itália, acalmou tempestades, curou doentes, expulsou demônios. Em Gubbio, tornou pacífico um lobo que apavorava os camponeses. Espírito conciliador, conta-se que chegou a ir pregar o Evangelho, isto é, as ideias cristãs, aos muçulmanos na Espanha, no Egito e na Palestina.

Reforma da Ordem

Em 1219, ao voltar a Assis, Francisco percebeu que muitos de seus princípios haviam sido abandonados. Iniciou então a reforma da Ordem, concluída em 1223. A essa altura, ele se tornara o guia espiritual do movimento, e não mais seu administrador. A nova regra aprovada pela igreja em Roma contrariava alguns dos ideais de Francisco. Mesmo assim, ele seguiu em frente com seu trabalho.

Últimos tempos

Nos anos finais de vida, a fama de santidade de Francisco era conhecida em todo o mundo cristão. Ele continuou a curar doentes, a ajudar os desvalidos e a pregar o amor ao próximo. Costumava levar a palavra do Evangelho aos pássaros e aos peixes, praticando o respeito à natureza e a todas as criaturas que a povoam.

Francisco morreu em sua cidade natal, no dia 3 de outubro de 1226. Menos de dois anos depois foi canonizado. Surgia assim São Francisco de Assis, uma das mais importantes figuras da Igreja Católica em todos os tempos.