Mato Grosso do Sul 

Map/Still

Encyclopædia Britannica, Inc.
Photograph
A cidade de Corumbá, no estado de Mato Grosso do Sul, fica na beira do rio Paraguai.
iStockphoto/Thinkstock
Photograph
Um homem guarani do Mato Grosso do Sul, no Brasil.
Ricardo Funari—BrazilPhotos/Alamy
Photograph
O Monumento dos Imigrantes, criado pela escultora Neide Ono, representa a chegada dos colonos …
William Gates/SuperStock
Photograph
Peixes nas águas límpidas de uma nascente na serra da Bodoquena, no estado de Mato …
Diego Rodrigues—Estúdio Sabiá/Carochinha Editorial © 2010
Photograph
O tatu-canastra (Priodontes maximus) faz parte da fauna do Cerrado. É uma …
Ricardo Rosado Maia/Banco de Imagens do Ibama
Photograph
O ipê-amarelo ou ipê-do-cerrado (Tabebuia ochracea), do bioma …
IBAMA/Banco de Imagens do Ibama
Photograph
Um pavãozinho-do-pará (Eurypyga helias), também conhecido como …
IBAMA/Banco de Imagens do Ibama
Photograph
Vista aérea do Pantanal, em Mato Grosso do Sul, Brasil.
Yann Arthus-Bertrand/Corbis
Photograph
Aguapés no rio Paraguai, em mato Grosso do Sul, Brasil.
Berndt Fischer—age fotostock/Imagestate
Projetos na Área de Pesquisa

Mato Grosso do Sul (sigla: MS) é um estado da região Centro-Oeste do Brasil. Sua capital é Campo Grande. O estado tem 2.449.341 habitantes (censo de 2010) e uma área de 357.124 km2.

Mato Grosso do Sul (sigla: MS) é um estado da região Centro-Oeste do Brasil. Sua capital é Campo Grande. O estado tem 2.449.341 habitantes (censo de 2010) e uma área de 357.124 km2.

Geografia

Mato Grosso do Sul faz divisa com os estados de Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, São Paulo e Paraná. Faz fronteira com o Paraguai e com a Bolívia.

As formas de relevo predominantes são a planície com pântanos, os planaltos com escarpas e as depressões.

Os principais rios de Mato Grosso do Sul são: Anhanduí, Paraguai, Aporé ou do Peixe, Paraná, Paranaíba, Miranda, Aquidauana, Taquari, Apa, Verde, Sucuriú e Correntes.

Em Mato Grosso do Sul predomina o clima tropical. Na região próxima ao Paraná o clima é tropical de altitude.

Flora e fauna

O estado de Mato Grosso do Sul abrange três ecossistemas: Cerrado, o Pantanal Mato-Grossense e floresta tropical.

O Cerrado se caracteriza por árvores baixas e arbustos de galhos retorcidos. A fauna é diversificada, incluindo lobos-guará, emas, seriemas, gaviões, urubus-reis e tatus-canastra entre muitas outras espécies.

No Pantanal, a vegetação também é bastante variada, com árvores como o ipê, a aroeira e a figueira. Ali vivem muitas espécies de pássaros. Há jacarés, cobras, ariranhas, macacos-prego, onças-pintadas e emas, além de muitos outros animais.

Para proteger e preservar o ecossistema do Pantanal, em 1981 foi criado o Parque Nacional do Pantanal Mato-Grossense.

A floresta tropical é formada principalmente por árvores de grande porte. Nela vivem muitas espécies de animais, como onças, macacos, jaguatiricas e tucanos. É grande também a variedade de insetos e de peixes.

População

Até o século XVIII, a região que hoje corresponde a Mato Grosso do Sul praticamente só era habitada por indígenas. Eles pertenciam a vários grupos: guaicurus, guanás, chamacocos, guatós e guaranis, entre outros.

Começaram então a chegar em maiores quantidades os imigrantes europeus. Os portugueses disputavam a região com os espanhóis. Para firmar a posse, os portugueses fundaram várias fortificações. Em torno delas surgiram alguns povoados. É o caso do Forte Coimbra e do Presídio Militar de Miranda.

Foram as migrações internas que garantiram a colonização. Os migrantes vinham de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo.

A população sul-mato-grossense também recebeu imigrantes estrangeiros, especialmente da Itália, da Alemanha, da Espanha, do Japão, do Paraguai, da Bolívia, da Síria e do Líbano, além de Portugal. Os paraguaios constituem o maior grupo de origem estrangeira em Mato Grosso do Sul.

O estado tem forte presença de povos indígenas. São cerca de 30 mil indígenas de 38 grupos, como os guaranis, os tupis-guaranis, os ofaiés, os caiovás e os terenas.

Economia

A economia de Mato Grosso do Sul se baseia na agricultura, na agroindústria, na extração mineral e na produção de cimento. Na mineração, destaca-se a extração de ferro, manganês, mármore e calcário. As principais indústrias de Mato Grosso do Sul são as dos setores alimentício, mineral e madeireiro. No setor de serviços destaca-se o turismo, concentrado na região pantaneira.

O estado produz principalmente soja, algodão, arroz, cana-de-açúcar, feijão, milho, trigo e mandioca. A pecuária ocupa lugar importante na economia, com grandes rebanhos de bovinos, suínos e equinos. Também é significativa a criação de galináceos.

História

O estado de Mato Grosso do Sul foi criado em 1979, tendo sido desmembrado de Mato Grosso.

Toda a região pertencia aos espanhóis, de acordo com o Tratado de Tordesilhas. Esse tratado, assinado em 1494, criava uma linha imaginária que dividia entre Portugal e a Espanha as terras “descobertas e por descobrir”. Praticamente dois séculos e meio depois é que o Tratado de Madri, assinado em 1750, confirmou a posse portuguesa (estabelecida pelos bandeirantes desde os séculos anteriores).

Em meados do século XIX, o estado foi invadido por soldados paraguaios. Começava assim a Guerra do Paraguai (1864-1870). Muitas cidades sul-mato-grossenses foram destruídas no conflito.

No século XX, o sul do então estado de Mato Grosso começou a reivindicar sua autonomia. Em 1977, uma lei federal determinou sua divisão, criando em 1979 o estado de Mato Grosso do Sul.