Índice deste artigo
Imprimir este Índice

Ayrton Senna 

Photograph
O brasileiro Ayrton Senna foi tricampeão mundial da Fórmula 1. Na foto, ele se …
www.sutton-images.com—Heritage-Images/Imagestate
Projetos na Área de Pesquisa

Ayrton Senna foi um piloto de Fórmula 1, considerado um dos maiores nomes do esporte brasileiro e um dos maiores pilotos da história do automobilismo mundial.

Ayrton Senna foi um piloto de Fórmula 1, considerado um dos maiores nomes do esporte brasileiro e um dos maiores pilotos da história do automobilismo mundial.

Ayrton Senna da Silva nasceu em São Paulo, no dia 21 de março de 1960, e morreu em Ímola, na Itália, em 1° de maio de 1994. Senna era um competidor arrojado que ficou famoso por suas manobras impetuosas e arriscadas no circuito da Fórmula 1, em que ganhou 41 grandes prêmios e três títulos mundiais (1988, 1990 e 1991).

Recebendo tratamento de herói nacional no Brasil, sua morte, por graves ferimentos após bater de frente contra um muro de concreto, a 300 quilômetros por hora, no Grande Prêmio de São Marino, em Ímola, deixou o país de luto.

Com 4 anos de idade, Senna já estava atrás da direção de um kart que seu pai, Milton Senna, construiu usando o motor de um cortador de grama. Começou no circuito de Fórmula 1 em 1984, como um dos novos pilotos mais promissores. Competitivo ao extremo, conseguiu um número recorde de pole positions (largadas na primeira posição no início da corrida): por 65 vezes ele fez o melhor tempo nas provas de qualificação, ou treinos, para as corridas.

Figura enigmática, profundamente religioso e altamente agressivo nas pistas, Senna surpreendia espectadores e intimidava adversários com sua maneira ousada de dirigir. Manteve, com o piloto francês Alain Prost, uma das maiores rivalidades da Fórmula 1, e nos campeonatos de 1989 e 1990 protagonizou uma controvérsia. Na penúltima prova de 1990, o GP do Japão, Senna deliberadamente não deixou que Prost, segundo colocado no campeonato, tentasse ultrapassá-lo na primeira curva da corrida. Os dois bateram e saíram da pista, garantindo o título a Senna. Na temporada do ano anterior, 1989, Prost havia feito a mesma coisa com Senna.

A morte de Senna ocorreu um dia depois de o piloto austríaco Roland Ratzenberger ter morrido em acidente similar durante os treinos qualificatórios para a mesma prova, na mesma pista. As duas mortes só fizeram crescer as pressões contra as mudanças de regras feitas pela Federação Internacional de Automobilismo. A federação havia abolido os sistemas eletrônicos dos carros de Fórmula 1; essa medida, muitos acreditavam, tornava o esporte mais perigoso.

Em 2009, Ayrton Senna foi eleito, numa consulta a 217 pilotos da Fórmula 1 pela revista inglesa Autosport, o melhor piloto de Fórmula 1 de todos os tempos.

Com a fortuna que deixou, a família de Ayrton Senna concretizou o desejo do corredor e criou uma fundação com seu nome, o Instituto Ayrton Senna, que investe em soluções sociais criativas no Brasil inteiro, com ênfase na educação. A organização foi reconhcida pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), que concedeu ao Instituto o título de Cátedra em Educação e Desenvolvimento Humano (uma menção honrosa inédita conferida a uma ONG).