taekwondo 

Photograph
Jovens praticam taekwondo na praia.
© Forgiss/Fotolia
Projetos na Área de Pesquisa

O taekwondo é uma arte marcial de origem coreana. A modalidade foi criada a partir de outras artes marciais, especialmente o caratê e o tae kyon, uma forma coreana antiga de autodefesa. O termo taekwondo significa “caminho dos pés e das mãos”.

O taekwondo é uma arte marcial de origem coreana. A modalidade foi criada a partir de outras artes marciais, especialmente o caratê e o tae kyon, uma forma coreana antiga de autodefesa. O termo taekwondo significa “caminho dos pés e das mãos”.

O taekwondo valoriza mais a rapidez de reação do que a força. Além de ser praticado como exercício físico, é voltado também para o aprimoramento espiritual. Cortesia, integridade, perseverança, autocontrole e espírito indomável são os cinco princípios que guiam essa prática.

A formação em taekwondo é realizada por meio do aprendizado de técnicas de chutes, socos e bloqueios. Essas técnicas são praticadas em séries conhecidas como hyungs. Cada hyung tem um conjunto de movimentos diferente. Os alunos também praticam combinações básicas como o id-bo tueryon (luta de socos), que é uma sequência de ataques contra o adversário que lembra a posição dos jogadores em uma luta de boxe. Após completarem esse treino, os estudantes podem praticar a luta livre.

O esporte

Photograph
Competidoras olímpicas disputam uma luta de taekwondo nos Jogos da Grécia, em 2004. …
Martin Rose—Bongarts/Getty Images

Nas competições oficiais de taekwondo, os pontos são atribuídos aos atletas que conseguem executar corretamente as técnicas durante a luta livre, ou pela qualidade da apresentação dos hyungs.

Nos Jogos Olímpicos, cada combate é composto por três rounds de dois minutos. Além do quimono — chamado dobok —, os atletas vestem protetores no tórax e na cabeça. Os protetores são conhecidos como hogu e são sempre azuis para um dos atletas e vermelhos para o outro.

O taekwondo permite golpear tanto com os pés quanto com as mãos. O objetivo é acertar o oponente nas áreas cobertas pelos protetores. Chutes podem ser dados apenas acima da cintura; socos podem ser dados apenas no peito. É proibido usar os joelhos, empurrar o adversário, segurá-lo e atacá-lo enquanto ele está no chão. A luta pode ser vencida pela soma de pontos, por nocaute, ou caso o oponente cometa várias infrações e seja desclassificado.

História

A origem do taekwondo remonta ao ano 50 a.C., quando a Coreia era dividida em reinos. Nessa época, os guerreiros da dinastia Silla começaram a desenvolver o tae kyon. Mais tarde, no período da dinastia Koryo (936–1392), foram desenvolvidas técnicas de luta que contribuíram para formar a base do taekwondo praticado atualmente.

A história moderna do taekwondo se inicia após a Segunda Guerra Mundial. Em 1909 o Japão invadiu a Coreia e ali permaneceu até 1945. Durante esse período, as artes marciais coreanas foram oficialmente proibidas, mas muitos lutadores continuaram praticando-as clandestinamente. Quando a Segunda Guerra acabou e a ocupação japonesa chegou ao fim, os coreanos voltaram a praticar abertamente suas artes marciais. Havia então uma variedade de estilos de luta. Na metade da década de 1950, o general Choi Hong-hi unificou esses estilos em uma única prática, que ganhou o nome de taekwondo.

Em 1973, a Federação Mundial de Taekwondo foi fundada, passando a regular o esporte internacionalmente. Nesse mesmo ano, o primeiro campeonato mundial de taekwondo aconteceu em Seul. O taekwondo participou das Olimpíadas de Seul (1988) e de Barcelona (1992) como esporte de demonstração, passando a ser incluído oficialmente em 2000, nos Jogos de Sydney.

Ao Brasil, o taekwondo chegou em 1970 através do mestre Song Min Cho, que se estabeleceu em São Paulo. Em 1973 aconteceu o primeiro campeonato brasileiro do esporte. A primeira medalhista brasileira no taekwondo é Natália Falavigna. Além de conquistar o ouro em campeonatos mundiais, ela conseguiu o bronze nas Olimpíadas de Pequim, em 2008.