oceano Antártico 

Photograph
Picos nevados na costa da Antártica.
© George D. Lepp/Corbis
Projetos na Área de Pesquisa

Chama-se oceano Antártico à massa de água que circunda a Antártica, que é um continente quase todo coberto de gelo e tem 16.500.000 km2. Alguns geógrafos negam a classificação dessa área marítima como oceano, sustentando que a massa de água que contorna a Antártica não passa de prolongamento dos oceanos Atlântico, Pacífico e Índico.

Chama-se oceano Antártico à massa de água que circunda a Antártica, que é um continente quase todo coberto de gelo e tem 16.500.000 km2. Alguns geógrafos negam a classificação dessa área marítima como oceano, sustentando que a massa de água que contorna a Antártica não passa de prolongamento dos oceanos Atlântico, Pacífico e Índico.

Aspectos físicos

Photograph
Uma colônia de pinguins-imperador. Estas aves são uns dos poucos habitantes da …
Galen Rowell/Corbis

O oceano Antártico é o único a formar uma faixa que rodeia completamente o globo terrestre. Estendendo-se por uma superfície de 20.327.000 km2, é o segundo menor dos cinco oceanos, pois supera apenas o oceano Ártico. Seus limites, estabelecidos pelo Tratado da Antártica (1956) e confirmados pela Organização Hidrográfica Internacional (2000), vão da costa do continente Antártico até 60 graus de latitude Sul.

A profundidade média do oceano Antártico é de 4.000 a 5.000 metros. A profundidade máxima atinge 7.235 metros (fossa Sandwich do Sul).

Clima

Violentas tempestades e ventos fortíssimos são comuns no oceano Antártico. Parte das águas permanece congelada ao longo do ano. A camada de gelo em torno do continente tem, em média, 1 metro de profundidade. A extensão congelada atinge o ponto máximo no mês de setembro e o mínimo em março. As temperaturas antárticas, mesmo no verão, permanecem abaixo de zero, podendo, no período mais frio, chegar perto dos 90°C negativos.

Recursos naturais

As águas que rodeiam a Antártica, assim como o próprio continente, permanecem em grande parte inexploradas. É provável que a plataforma continental do oceano Antártico contenha grandes reservas de petróleo, gás natural e outras riquezas minerais. No futuro, talvez seja possível aproveitá-las.

Dadas as condições extremas de temperatura, a vida marinha é limitada no oceano Antártico. No litoral existem grandes colônias de pinguins, principalmente das espécies pinguim-imperador e pinguim-de-adélia. A península Antártica e algumas ilhas são habitadas pelas espécies pinguim-gentoo e do pinguim-de-barbicha. Nas águas em torno da Antártica vivem vários tipos de focas e baleias. O bacalhau antártico, o peixe gelo e o krill (um tipo de camarão) são encontrados apenas na Antártica. O krill, que existe em grande quantidade, está na base da cadeia alimentar dos animais que vivem na Antártica. É o principal alimento das baleias.

Questões ambientais

Aquecimento global é uma lenta subida da temperatura da Terra, causada, entre outros fatores, pela poluição. Cientistas advertem que o aquecimento pode acelerar o derretimento de geleiras, provocando a elevação do nível dos oceanos. Além disso, todos os anos, gigantescos icebergs formados na Antártica atingem algumas rotas oceânicas do hemisfério Sul, exigindo grande cuidado dos navegantes.

A Antártica é regida pelo Tratado da Antártica, assinado em 1956 por alguns países com interesses na área, inclusive o Brasil. Esse tratado controla o acesso ao continente e ao oceano que o rodeia. Só são permitidas atividades ligadas à pesquisa científica, o que torna a Antártica um santuário de preservação ambiental.