Dorival Caymmi 

Photograph
O cantor e compositor Dorival Caymmi em sua casa em Copacabana, no Rio de Janeiro (2005).
Carlos Magno—Agencia Estado/AP
Projetos na Área de Pesquisa

O músico Dorival Caymmi foi quem mais cantou o estado da Bahia, figurando ao lado de Jorge Amado como um dos maiores e mais populares artistas baianos.

O músico Dorival Caymmi foi quem mais cantou o estado da Bahia, figurando ao lado de Jorge Amado como um dos maiores e mais populares artistas baianos.

Compositor e violonista, Caymmi fez da paisagem e da cultura baianas matéria-prima para suas composições, consideradas entre as melhores da música popular brasileira. Tinha especial respeito e carinho pelos pescadores, porque achava a vida praieira cheia de poesia, apesar de simples, e também via que era repleta de perigos, porque estava submetida aos desafios do mar.

Juventude

Caymmi nasceu em Salvador, no dia 30 de abril de 1914. Seu pai era músico amador e sua mãe gostava de cantar. O contato permanente com a música despertou no menino a vontade de aprender violão. Foi o pai quem lhe ensinou a tocar.

Aos 16 anos, quando já dominava a técnica do instrumento, compôs “No sertão”, sua primeira música. Em 1935, já tinha seu próprio programa na Rádio Clube da Bahia, onde cantava suas canções inspiradas no mar. Dois anos depois, mudou-se para o Rio de Janeiro para fazer o curso de direito e trabalhar como jornalista, mas acabou fazendo sucesso como calouro na Rádio Tupi.

O fato que o fez se decidir definitivamente pelo meio musical foi o sucesso de uma de suas canções. A música “O que é que a baiana tem?” virou tema de um filme da artista mais famosa na época: Cármen Miranda. A partir daí, no final dos anos 1930, a carreira de Caymmi se consolidou.

Estilo inconfundível

As letras e as melodias cantadas por Dorival Caymmi têm estilo inconfundível. Ele era um observador tranquilo da natureza e das pessoas. Canções como “É doce morrer no mar”, “O mar” e “Rainha do mar” transportam imediatamente o ouvinte para as praias, fazendo-o sentir quase o cheiro do mar, o vento soprando, graças ao modo como Caymmi toca o seu violão e entoa as canções com sua voz grave.

Na música “Vatapá”, homenageia a cozinha da Bahia, dando a receita do prato mais popular da região de maneira divertida e gingada. Em “Saudades da Bahia”, canta em ritmo de samba a saudade da terra nativa e dos conselhos da mãe. Contudo, a sua canção mais famosa talvez seja “Modinha para Gabriela”, que se tornou trilha sonora da novela Gabriela, exibida na televisão.

Caymmi casou-se com a cantora Stella Maris e teve três filhos: Nana, Danilo e Dori. Todos eles se tornaram músicos e gravaram um disco com as músicas do pai, pouco tempo antes de ele morrer. Dorival Caymmi morreu no dia 16 de agosto de 2008, no Rio de Janeiro. É um dos compositores mais admirados pelos músicos brasileiros.