Índice deste artigo
Imprimir este Índice

sanfona 

Photograph
Meninas tocando o acordeão.
Encyclopædia Britannica, Inc.
Photograph
O músico brasileiro Luís Gonzaga foi o maior divulgador da música nordestina e …
Everett Collection
Photograph
A concertina é um instrumento musical similar ao acordeão.
© Stockbyte/Thinkstock
Projetos na Área de Pesquisa

Presente na música folclórica de muitos países, a sanfona é um instrumento musical que se tornou popular no início do século XIX na Áustria e na Alemanha. Imigrantes alemães e italianos trouxeram o instrumento para o Brasil a finais do século XIX, particularmente aos estados de São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, espalhando-se para outras regiões e ganhando popularidade na música popular brasileira. Assim, também ganhou diferentes nomes, entre eles sanfona no Nordeste, ou gaita e acordeão no sul do país.

Presente na música folclórica de muitos países, a sanfona é um instrumento musical que se tornou popular no início do século XIX na Áustria e na Alemanha. Imigrantes alemães e italianos trouxeram o instrumento para o Brasil a finais do século XIX, particularmente aos estados de São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, espalhando-se para outras regiões e ganhando popularidade na música popular brasileira. Assim, também ganhou diferentes nomes, entre eles sanfona no Nordeste, ou gaita e acordeão no sul do país.

O instrumento consiste de um fole preso entre duas caixas acústicas de madeira (ou plástico) contendo fileiras de palhetas metálicas. Cada caixa tem um conjunto de botões ou teclas, como as de um piano, na extremidade. Conforme o fole é movido o ar passa por ele para criar vários sons. As notas individuais e os acordes são selecionados pressionando os botões e chaves em ambos os lados do instrumento. A melodia é tocada sobre as teclas do piano ou botões com os dedos da mão direita, enquanto a mão esquerda manipula os foles e fornece as notas de acompanhamento graves e os acordes. Os acordeões modernos costumam ter uma gama de sete ou oito oitavas.

O nome do acordeão, palavra originada do termo alemão akkord (referindo-se a um acorde musical), apareceu pela primeira vez em 1829 em Viena, na Áustria. Esse acordeão incluía acordes prontos, que o distinguiam de um já existente conhecido como concertina. A partir de então, o acordeão continuou a evoluir em forma e acordes.

Se bem compositores de música clássica tendem a não escrever para o acordeão, músicos famosos como Piotr Ilitch Tchaikóvski, Alban Berg e Sergei Prokofiev, entre outros, incluíram o acordeão em pelo menos uma composição durante suas carreiras. No entanto, continua a ser um instrumento que está associado principalmente com a música e a dança folclóricas.

No Brasil, o músico nordestino Luís Gonzaga foi um dos principais difusores da música de sanfona. Com sua sanfona de oito baixos, Gonzaga encantou o público que se concentrou nas festas populares nordestinas. A sanfona é um instrumento essencial do forró, um estilo de música originário do Nordeste. No Rio Grande do Sul, a música de gaita e acordeão foi e é representada por músicos famosos como Adelar Bertussi e Albino Manique, entre outros. O som da gaita, acordeão ou sanfona continuou a ser preservada e promovida até a atualidade por muitos artistas em todo o país.