caranguejo 

Photograph
O caranguejo-fantasma, também chamado de maria-farinha, é uma das espécies de …
Carleton Ray/Photo Researchers
Projetos na Área de Pesquisa

Os caranguejos são membros do grupo dos crustáceos. Existem cerca de 4.500 espécies de caranguejos. No Brasil, os caranguejos que nadam são chamados de siris. O siri-azul, a sapateira-do-pacífico e o caranguejo-real são algumas das espécies bastante consumidas pelo ser humano. No Brasil, caranguejos geralmente são comprados frescos, muitas vezes ainda vivos; no caso dos siris, o mais comum é adquirir a carne já processada.

Os caranguejos são membros do grupo dos crustáceos. Existem cerca de 4.500 espécies de caranguejos. No Brasil, os caranguejos que nadam são chamados de siris. O siri-azul, a sapateira-do-pacífico e o caranguejo-real são algumas das espécies bastante consumidas pelo ser humano. No Brasil, caranguejos geralmente são comprados frescos, muitas vezes ainda vivos; no caso dos siris, o mais comum é adquirir a carne já processada.

Habitat

Photograph
Caranguejo nas areias de Tamandaré, município do litoral de Pernambuco, no Brasil.
Ricardo Rosado Maia/Banco de Imagens do Ibama

Caranguejos são encontrados em todos os oceanos e também em água doce. Alguns vivem na terra, muitas vezes a vários quilômetros da água. Espécies como o caranguejo-violinista vivem em tocas na areia ou na lama, onde permanecem durante o inverno e as marés altas. Outros vivem dentro de conchas de ostras ou de mexilhões.

Características físicas

Caranguejos e outros crustáceos têm uma cobertura dura chamada exoesqueleto. Tal como sua parente, a lagosta, o caranguejo tem cinco pares de pernas. O primeiro par tem grandes pinças que o ajudam a se alimentar e a se defender. No caso dos siris, o último par é largo e achatado, servindo de remos que lhe permitem nadar. A cauda dos caranguejos fica enrolada sob a cintura. Caranguejos respiram através de brânquias, porém as brânquias dos caranguejos terrestres se desenvolveram de tal maneira que atuam como pulmões.

Caranguejos têm corpos mais largos do que outros crustáceos, e os tamanhos variam bastante. O minúsculo caranguejo-ervilha pode medir menos de 2,5 cm de diâmetro. O caranguejo-aranha-gigante do Japão, por outro lado, chega a ter 30 cm de diâmetro, e a distância da ponta de uma pata estendida a outra pode chegar a 4 metros.

Comportamento

Video

O caranguejo-ermitão arrasta a própria casa aonde quer que vá.
© Fun Travel TV (A Britannica Publishing Partner)

A maioria dos caranguejos se alimenta de matéria morta ou em decomposição. Alguns podem se alimentar de matéria vegetal, enquanto outros comem pequenos animais vivos. Caranguejos têm dois olhos localizados em hastes móveis que se estendem a partir da cabeça, acima de dois pares de antenas. A boca fica na parte inferior da cabeça.

Os caranguejos-ermitões são conhecidos por seu hábito de procurar abrigo em conchas de caramujo vazias. Eles arrastam a concha por onde vão e, quando crescem, procuram outra maior.

Reprodução e crescimento

Todas as fêmeas, inclusive as de caranguejos terrestres, precisam retornar à água para pôr ovos. Os ovos ficam presos ao corpo da fêmea até eclodirem; no caso do siri-azul, isso significa carregar até cerca de 2 milhões de ovos a cada vez. Embora alguns filhotes saiam do ovo já com a aparência de pequenos adultos, com a maioria isso não acontece. Caranguejos recém-nascidos geralmente são criaturas minúsculas, transparentes e sem pernas que nadam na superfície da água. Nessa fase, o animal é chamado de zoécia. Em seguida, os caranguejos passam por uma metamorfose, durante a qual trocam de revestimento exterior várias vezes. Ao final desse processo, o caranguejo adquire sua forma adulta.