As Índias Orientais formam o maior arquipélago do mundo. Também são conhecidas pelos nomes de Insulíndia e arquipélago Malaio. Delas fazem parte as ilhas Molucas (ou Maluku), que antigamente eram chamadas de ilhas das Especiarias. Por séculos, as Índias Orientais foram uma importante zona de comércio.

As ilhas se estendem por uma larga faixa de mais de 6.100 quilômetros, dos dois lados da linha do equador. Elas se situam entre o continente asiático, ao norte e a oeste, e a Austrália, ao sul.

O termo Índias Orientais é utilizado de diferentes maneiras para se referir a diferentes partes dessa região. De maneira geral, se incluem nessa denominação todas as ilhas situadas na área, além das terras continentais do sudeste da Ásia e da Índia.

Mais especificamente, o grupo das Índias Orientais é composto pelas mais de 17 mil ilhas que formam a Indonésia, bem como pelas ilhas associadas à Malásia, ao Brunei, ao Timor-Leste e à Papua-Nova Guiné. Aí estão incluídas as ilhas Bornéu, Java, Sumatra, Sulawesi (ou Celebes), as Molucas e a Nova Guiné. Em sentido um pouco mais amplo, as 7 mil ilhas das Filipinas também são consideradas parte das Índias Orientais.

Essa região, especialmente as ilhas Molucas, é conhecida há pelo menos 4 mil anos por causa de suas especiarias, que durante bastante tempo foram consideradas muito valiosas. Os exploradores viajavam de lugares distantes para comprar e vender especiarias, e importantes cidades começaram a se desenvolver com seu comércio. Os europeus, à procura de novas rotas para as Índias Orientais, descobriram a América, dando o nome de Índias Ocidentais às Antilhas, no mar do Caribe, na América Central. Durante séculos, as potências europeias lutaram pelo controle das riquezas das Índias Orientais. Com isso, dominaram grande parte da região, na qual fundaram colônias, que hoje não existem mais.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.