As árvores são plantas altas e lenhosas, normalmente dotadas de um caule chamado tronco. São os maiores e mais velhos seres da Terra, sendo que algumas delas vivem centenas ou até milhares de anos. Existem mais de 80 mil espécies, ou tipos, de árvores. Cada país ou região do mundo tem árvores que predominam mais. O Brasil dispõe de uma imensa variedade de espécies; entre as mais conhecidas estão o ipê, o pau-brasil, a seringueira, a palmeira, o pinheiro, a castanheira e a aroeira.

Grupos de árvores

Os cientistas dividem as árvores em grupos de acordo com o modo como se dá a sua reprodução. Algumas árvores — os chamados fetos arborescentes — se reproduzem por meio de esporos (partículas que evoluem para plantas novas). A maioria das árvores se reproduz por meio de sementes. Entre esse grupo há algumas que desenvolvem suas sementes em cones, sendo por isso chamadas coníferas. Mas o restante desenvolve as sementes em frutos ou vagens; essas espécies são chamadas de leguminosas, árvores de folhas largas ou árvores floríferas.

Outro critério pelo qual os cientistas agrupam as árvores diz respeito às suas folhas. As árvores que mantêm as folhas durante o ano inteiro são chamadas perenes ou sempre-verdes e as que as perdem no inverno são chamadas decíduas.

Características físicas

De modo geral, as árvores têm mais de 3 metros de altura. No Brasil, temos árvores altíssimas, como o pau-brasil, da mata Atlântica, que atinge até 30 metros de altura. Na floresta Amazônica, há árvores como a castanheira, que dá a castanha-do-pará e mede de 30 a 60 metros, e a sumaúma, ou sumaumeira, a maior árvore da América Latina que pode atingir 70 metros de altura.

As árvores são compostas de raízes, tronco, galhos e folhas. O tronco e os galhos são feitos de fibras chamadas madeira e protegidas por um revestimento externo: a casca. À medida que a árvore vai se tornando madura, o tronco e os galhos ficam mais grossos. Em alguns casos o número de anéis do tronco mostra a idade da árvore.

As folhas produzem o alimento da árvore por meio de um processo chamado fotossíntese. Veias que correm por elas realizam o trabalho de levar e trazer dos galhos a água e o alimento. Embora quase sempre sejam verdes, as folhas podem mudar de cor ao longo do seu tempo de vida: as de árvores decíduas frequentemente mudam de cor no outono, antes de cair, sendo depois substituídas por novas folhas que aparecem na primavera.

Usos

As árvores são muito importantes para toda a natureza. Sua sombra protege os terrenos, os animais e as pessoas, além de outras plantas que não suportam muito a luz solar. Sua madeira é usada para construir casas e fabricar móveis. Alguns remédios são feitos a partir da casca de algumas árvores. É das fibras da madeira que se faz papel. Muita gente queima a madeira (lenha) para cozinhar e para aquecer a casa. Diversas árvores frutíferas fornecem alimento para as pessoas e os animais.

Todo ser vivo depende das árvores para viver. São elas que limpam o ar, absorvendo o dióxido de carbono e devolvendo o oxigênio para todos os seres vivos respirarem.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.