As pequenas partículas chamadas átomos são os blocos que constroem toda a matéria existente. Os átomos podem ser combinados com outros átomos para formar moléculas, mas não podem ser divididos em partes menores por métodos comuns.

O termo “átomo” vem da palavra grega átomos, que significa “indivisível”. Foi na antiga Grécia que, pela primeira vez, o átomo foi considerado a unidade básica de toda a matéria, mas somente a partir do século XIX é que os cientistas começaram a entender como ele funciona.

Estrutura

Cada átomo é constituído, individualmente, por partículas ainda menores — elétrons, prótons e nêutrons —, chamadas partículas subatômicas. No centro do átomo encontra-se o núcleo, que é formado por prótons, carregados com carga elétrica positiva, e nêutrons, que não possuem carga elétrica.

Juntos, prótons e nêutrons são chamados núcleons. Ao redor do núcleo há uma nuvem carregada de partículas negativas, os elétrons.

Os cientistas acreditam que as partículas subatômicas — prótons, nêutrons e elétrons — sejam, por sua vez, formadas por substâncias ainda menores, chamadas quarks e léptons.

Propriedades

A informação mais importante sobre o átomo é o número de prótons que ele possui em seu núcleo. Esse número, chamado número atômico, determina qual é o tipo do átomo. Cada átomo está associado a um elemento químico específico. O átomo é a menor unidade do elemento, e cada elemento possui um número atômico único. Por exemplo, o número atômico do hidrogênio é 1, porque cada átomo de hidrogênio possui apenas um próton em seu núcleo. Nenhum outro elemento tem esse número atômico.

Outra propriedade do átomo é seu peso atômico, que, de modo geral, indica o número total de prótons e nêutrons que estão em seu núcleo. Átomos que possuem o mesmo número atômico, mas diferentes pesos atômicos, são chamados isótopos. O carbono 12, que é a forma mais comum do carbono, tem seis prótons e seis nêutrons no núcleo. O carbono 14 é um isótopo, e tem oito nêutrons e seis prótons no núcleo; se não tivesse seis prótons, não seria carbono.

Normalmente os átomos possuem a mesma quantidade de prótons e de elétrons. Assim, as cargas positivas e as negativas estão em equilíbrio. Alguns átomos, entretanto, perdem ou ganham elétrons por meio de reações químicas ou de colisões com outras partículas. Os átomos que ganham ou perdem elétrons são chamados íons. Se um átomo em equilíbrio, ou neutro, perder um elétron, torna-se um íon positivo (cátion), mas se ganhar um elétron torna-se um íon negativo (ânion).

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.