Andy Warhol foi um dos artistas da pop art, um movimento artístico que surgiu na década de 1950, inspirado pela sociedade de consumo. Warhol ficou famoso por suas pinturas de latas de sopa Campbell e pelos retratos de celebridades. O próprio Warhol se tornou uma celebridade, em parte devido à sua personalidade única e ao seu estilo original.

Andrew Warhola — era esse seu nome de registro — nasceu na Pensilvânia, nos Estados Unidos, em 1927. Ele estudou arte no Instituto de Tecnologia Carnegie. Depois de se formar, em 1949, mudou-se para Nova York, onde passou a fazer ilustrações para anúncios de publicidade. Mas ele queria ser artista e ter suas obras expostas em galerias de arte.

Em 1962, Warhol expôs algumas de suas obras em uma galeria. Ele havia pintado 32 quadros de latas da sopa Campbell, de diferentes sabores. Todos os quadros eram iguais. As latas foram pintadas de frente, em primeiro plano e sem perspectiva, o que deixava a pintura “chapada”, sem profundidade.

Warhol criou um novo estilo, que usava objetos do dia a dia e os transformava em arte. Ele e outros artistas de sua época passaram a ser chamados de pop artists, porque usavam imagens da cultura popular e do cotidiano.

Em 1963, Warhol começou a criar obras a partir de fotografias, pintando retratos de personalidades famosas, como Marilyn Monroe e Elvis Presley. Ele repetia os mesmos retratos infinitas vezes, mudando apenas a cor deles.

Warhol deu o nome de Factory (“Fábrica”) ao seu ateliê. Era ali que ele criava suas obras de arte. A Factory tornou-se um ponto de encontro de artistas e de pessoas famosas e diferentes. Andy Warhol trabalhou com algumas dessas pessoas na criação de filmes, que ficaram conhecidos por não ter enredo (ou seja, uma história propriamente dita) e ser muito longos.

Em 1968, uma das seguidoras de Warhol atirou nele e quase o matou. Depois de se recuperar, ele continuou a criar arte. Andy Warhol morreu em Nova York, no dia 22 de fevereiro de 1987.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.