Antígua e Barbuda é um pais insular (formado por ilhas) situado no mar do Caribe, na América Central. É conhecido por suas belas praias. A capital de Antígua e Barbuda é Saint John’s. As ilhas que constituem o país têm superfície total de 442 km2, e nelas vivem 89.400 habitantes (estimativa de 2015).

Geografia

Três ilhas formam o país: Antígua, Barbuda e Redonda. A paisagem de Antígua é marcada por colinas arredondadas e rochas vulcânicas. Existem bancos de coral próximo à costa. Barbuda, que fica 40 quilômetros ao norte de Antígua, é plana. Redonda é desabitada.

O clima é quente e tropical. Em Antígua, com frequência ocorrem períodos de seca.

Flora e fauna

Florestas tropicais e vegetação luxuriante predominam em Barbuda. Devido ao clima seco, Antígua não tem florestas. A vegetação é formada por cactos de vários tipos. Em Barbuda vivem grandes bandos de fragatas, aves marinhas de porte majestoso.

População

A maioria dos antiguanos descende de escravos africanos. Pequenos grupos de brancos, asiáticos e ameríndios formam o restante da população. O cristianismo é predominante. A língua oficial é o inglês.

Economia

O turismo é a atividade mais importante no país. Transportes, comunicações, serviços financeiros, transações imobiliárias e construção também merecem destaque. As raras indústrias produzem principalmente cerveja e camisetas. A pesca é pouco significativa. Na agricultura, as frutas tropicais têm alguma expressão.

História

Os primeiros habitantes de Antígua e Barbuda pertenciam à tribo cibonei. Depois vieram os aruaques. O explorador Cristóvão Colombo aportou em Antígua em 1493.

Os ingleses ocuparam as ilhas em 1632. Eles trouxeram africanos escravizados para trabalhar nas plantações de açúcar. Os escravos foram libertados em 1834.

Antígua e Barbuda fizeram parte da antiga colônia britânica das Ilhas de Sota-Vento até 1956. Depois, continuaram sob tutela do Reino Unido até 1981, quando se tornaram um país independente.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.