O francês Antoine-Laurent Lavoisier é um dos homens mais honrados na história da ciência. Ao revelar a relação entre o oxigênio e o fogo, Lavoisier ajudou à ciência química a fazer notáveis avanços. Ele é considerado o pai da química moderna.

Juventude e estudos

Antoine-Laurent Lavoisier nasceu em Paris, na França, em 26 de agosto de 1743, filho de um advogado rico e proprietário de terras. Seu pai comprou um título de nobreza e queria uma carreira aristocrática para o filho. No entanto, o jovem Lavoisier preferia a ciência e então seu pai o enviou a estudar com muitos estudiosos ilustres. Ele estudou matemática e botânica. Lavoisier foi muito influenciado por um amigo da família, o geólogo francês Jean-Étienne Guettard, e contribuiu para o atlas geológico e mineralógico de Guettard. Em 1788, Lavoisier apresentou uma teoria sobre a geologia à Academia de Ciências.

Obra científica

Quando Lavoisier tinha 23 anos, ganhou um prêmio da Academia por um ensaio sobre a iluminação nas cidades. Em 1768 ele foi eleito para a Academia, uma honra incomum para um homem tão jovem. No mesmo ano, ele foi nomeado para a Ferme Générale, um grupo de homens que tinham o direito de coletar impostos. Em 1776, ele começou uma carreira como diretor do arsenal do governo — o lugar onde ficavam as armas e munições do estado. Naquele ano, as colônias dos Estados Unidos emitiram a Declaração de Independência e em breve as tropas coloniais estavam usando a pólvora aperfeiçoada por Lavoisier.

Por volta de 1783 Lavoisier resolveu o problema químico mais significativo da época, provando a ligação entre o oxigênio e o fogo. Através de brilhantes experimentos e medições detalhadas, Lavoisier provou que a queima, a oxidação de metais e a respiração dos animais consistiam na combinação do oxigênio com outros elementos químicos. Já que esta união, chamada de oxidação, é uma das mais importantes reações químicas, sua descoberta foi uma importante contribuição para o desenvolvimento da química moderna. Ele publicou suas conclusões em 1789, em um trabalho chamado Traité élémentaire de chimie (Tratado elementar de química).

Guilhotina

Ainda trabalhando pelo governo, Lavoisier foi encarregado do departamento de pesos e medidas, e em 1791 ele esteve a cargo da tesouraria (o lugar onde se guarda e administra o tesouro do estado). Em 1794, no entanto, os revolucionários franceses o acusaram de conspirar contra o governo. Devido a isso, ele foi julgado e condenado à morte na guilhotina, em Paris, em 8 de maio de 1794.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.