Atenas é a capital da Grécia, um país do sul da Europa. A cidade se localiza na parte continental do país. Montanhas circundam Atenas por três lados. Ela foi uma das mais importantes cidades-estado da Grécia antiga.

Locais de interesse

Atenas ainda conserva muitos vestígios de antigas construções. No alto de uma colina fica a Acrópole, uma antiga fortaleza. Ali foram construídos, há mais de 2 mil anos, templos dedicados a Atena, a deusa da sabedoria. Dela deriva o nome da cidade.

Economia

Atenas é o principal centro de negócios, comércio e transportes da Grécia. O movimentado porto fica em uma baía do mar Egeu. A maior parte das indústrias do país se concentra em Atenas. As fábricas produzem alimentos, bebidas, roupas, publicações, produtos químicos, cerâmica, navios e automóveis. O turismo tem grande importância na vida econômica da cidade.

História

A região de Atenas é habitada há pelo menos 5 mil anos. Os edifícios mais antigos datam de 1200 a.C.

A Grécia antiga era formada por muitas cidades-estado independentes. Atenas se tornou uma das mais poderosas entre elas no século V a.C. Péricles, que era o líder de Atenas na época, ajudou a desenvolver a forma de governo conhecida como democracia. A cidade também se destacou como centro de ensino e cultura: ali viveram grandes autores de teatro, historiadores e sábios.

Em 404 a.C., Atenas foi derrotada na Guerra do Peloponeso e, com isso, perdeu poder e entrou em declínio. Logo foi dominada pelos macedônios e, depois, pelos romanos.

Os turcos do Império Otomano tomaram posse da cidade em 1456 e governaram a Grécia até 1833, quando o país conquistou a independência. Atenas tornou-se a capital do país. Em 1896, foi a sede dos primeiros Jogos Olímpicos dos tempos modernos. Na segunda metade do século XX, Atenas cresceu rapidamente. Em 2004, Atenas foi novamente sede dos Jogos Olímpicos. A população da cidade é de 655.000 habitantes, e a de sua área metropolitana chega a 3.168.036 (estimativas de 2011).

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.