Na mitologia da Grécia antiga, Atlas era um gigante condenado a carregar o universo nas costas. Em algumas histórias, ele segurava as colunas que sustentavam o céu acima da terra. Nas artes plásticas, Atlas costumava ser representado carregando um globo sobre os ombros.

Atlas era filho de Clímene, uma ninfa (deusa secundária), e de Jápeto, um titã. Os titãs eram gigantes que governavam o mundo. Atlas combateu ao lado deles contra Zeus, que venceu a guerra e se tornou chefe dos deuses do Olimpo. Para castigar Atlas, Zeus o obrigou a suportar o peso dos céus.

Outra história conta que Atlas era pai das ninfas chamadas Hespérides. Elas vigiavam uma árvore que dava frutos de ouro. O herói Héracles (ou Hércules) fora condenado a cumprir doze trabalhos por ter matado os próprios filhos. Uma das tarefas era roubar um fruto de ouro do pomar das Hespérides. Héracles pediu que Atlas colhesse o fruto enquanto ele segurava o peso dos céus. Na volta, Atlas tentou deixar Héracles em seu lugar. Mas Héracles conseguiu ficar com o fruto e Atlas continuou com o mundo nas costas.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.