Bali é uma ilha da Indonésia, no sul da Ásia. É uma das 33 províncias do país e faz parte do arquipélago chamado Pequenas Ilhas de Sonda, que se localiza a leste da ilha de Java. Sua capital é a cidade de Denpasar. A população de Bali chegou à marca de 3.890.757 habitantes (estimativa de 2010) e a ilha ocupa uma área de 5.780 km2.

Geografia

Grande parte do território de Bali é montanhosa, e seu ponto mais alto é o monte Agung, também conhecido como pico de Bali. É um vulcão com 3.142 metros de altura, chamado localmente de “umbigo do mundo”. Depois de 120 anos adormecido, entrou em erupção em 1963, matando mais de 1.500 pessoas e deixando milhares de desabrigados.

A principal planície está ao sul das montanhas centrais. O período da monção de sudeste (de maio a novembro) é a estação seca. As figueiras são árvores consideradas sagradas pelos balineses. Na região oeste de Bali são encontrados tigres, mas os animais mais numerosos são os veados e os porcos selvagens.

População

Quando o islamismo triunfou sobre o hinduísmo em Java (no século XVI), Bali se tornou um refúgio para muitos nobres, sacerdotes e intelectuais hinduístas. Hoje, Bali é o único local do arquipélago que ainda mantém o hinduísmo. A vida da população é centrada na religião — uma mistura de hinduísmo, budismo e cultura ancestral malaia com crenças e práticas animistas e mágicas.

As castas são mantidas, embora de maneira menos rígida que na Índia, uma vez que 90 por cento da população pertence à casta sudra, que é a mais baixa. Alguns muçulmanos e chineses vivem no norte e no oeste de Bali, assim como alguns cristãos. A língua balinesa é diferente da geralmente usada a leste de Java, mas a forma de falar das classes superiores contém muitas palavras de javanês e de sânscrito.

Economia

As duas maiores cidades são Singaraja e Denpasar, a capital da província. Outras cidades importantes são Klungkunk, um centro de escultura em madeira e do artesanato em ouro e prata; Gianyar, que tem um mercado ao ar livre; Kuta, Sanur e Nusa Dua, centros de crescente atividade turística; e Ubud, um núcleo de artistas europeus e americanos, com um importante museu de arte. Todas as vilas de Bali têm templos e uma assembleia, normalmente localizados no quarteirão em que funcionam os festivais e os mercados.

Os agricultores balineses cultivam principalmente o arroz. Cerca de um quarto da superfície agrícola é irrigada, e o restante é utilizado para o plantio de mandioca, milho, coco, frutas e, ocasionalmente, óleo de palma e café. O rebanho bovino é grande, o que resulta, também, em atividade intensa para grandes frigoríficos. A pesca é uma ocupação menor.

Grande parte da comida precisa ser importada por causa da população crescente, mas entre os produtos exportados estão carne bovina e suína, café e óleo de palma. O turismo e a venda de produtos artesanais também são muito importantes para a economia.

Cultura

Os balineses são apaixonados por música, poesia, dança e festivais de arte. São muito habilidosos nas artes plásticas e no artesanato.

Um grupo musical balinês típico consiste em vários instrumentos de percussão, um violino de duas cordas e uma flauta. Todas as vilas têm seu grupo musical, conhecido como gamelão. Peças de teatro e, especialmente, espetáculos de dança são parte da vida balinesa, servindo para propósitos mágico-religiosos ou contando histórias por meio de pantomimas. O temperamento artístico também é evidente nas pinturas, nos trabalhos com prata, nas esculturas de madeira e de ossos, bem como nos caixões de madeira em forma de animais nos quais os corpos são levados para o crematório.

História

Assediados por comerciantes chineses e literatos da Índia, os balineses adotaram o hinduísmo no século VII d.C. Em 1248, Kertanagara, último rei de Tumapel (Singasari), em Java, apossou-se de Bali. Após sua morte, em 1292, a ilha recuperou a independência. Bali foi dominada pelo Império Majapahit, do leste de Java, em 1343, e fez parte dele até que o império foi derrubado em 1478 pelos muçulmanos.

Os holandeses chegaram a Bali em 1597, quando a ilha estava dividida entre vários estados muçulmanos em guerra uns com os outros. Em 1906, os holandeses atacaram Denpasar, massacrando cerca de 3.600 balineses e apoderando-se da ilha toda. Bali foi ocupada pelos japoneses durante a Segunda Guerra Mundial. Em 1946, tropas holandesas e forças revolucionárias indonésias entraram em combate, disputando a ilha.

Bali se tornou parte da República da Indonésia em 1950. Em 2002 e 2005, a ilha sofreu atentados terroristas que mataram centenas de pessoas.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.