O português Bartolomeu Dias foi um dos mais importantes exploradores europeus antes de Cristóvão Colombo. Foi o primeiro navegador de seu tempo a contornar o cabo da Boa Esperança, no sul da África, descobrindo, portanto, nova rota marítima para a Índia, embora não tenha chegado lá.

Infância e juventude

Pouco se sabe sobre as origens de Bartolomeu Dias. Teria nascido por volta de 1450 na cidade de Mirandela, na província de Trás os Montes, em Portugal. Estudou matemática e astronomia em Lisboa e serviu como soldado na fortaleza de São Jorge da Mina, na África.

Viagens

Bartolomeu Dias foi capitão de um navio na expedição de Diogo de Azambuja ao golfo da Guiné (1481). Navegador e militar experiente, recebeu depois a missão de explorar o extremo sul da África. Partiu de Lisboa em agosto de 1487, no comando de três navios. Em janeiro de 1488, atingiu seu objetivo. No entanto, devido ao mau tempo reinante, com mar tormentoso, prosseguiu viagem por treze dias sem ver terra e só percebeu que havia ultrapassado o limite sul da África — a que deu o nome de cabo das Tormentas (mais tarde mudado para cabo da Boa Esperança) — porque, mudando a direção dos navios de sul para norte, a costa de repente lhe apareceu a bombordo e não a estibordo — como seria natural se estivessem voltando pelo Atlântico. Avançou por mais 800 quilômetros até a baía de Algoa, na África do Sul, de onde foi forçado a regressar por um motim da tripulação. Retornou a Portugal em dezembro de 1488.

A descoberta de Bartolomeu Dias — que abria a nova rota marítima para o Oriente — permaneceu em segredo até 1497, quando Vasco da Gama, no comando de outra expedição, partiu de Portugal já com a ordem de chegar à Índia, abrindo o caminho marítimo entre a Europa e a Ásia.

Em 1500, Bartolomeu Dias comandou um dos navios da expedição de Pedro Álvares Cabral que, em viagem para a Índia, descobriu o Brasil (22 de abril de 1500). Depois da tomada de posse da nova terra, a frota prosseguiu rumo ao Oriente. Em maio, nas proximidades do cabo da Boa Esperança, quatro navios foram a pique durante uma tempestade, entre eles o de Bartolomeu Dias, que morreu no naufrágio.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.