Boa Vista é a capital de Roraima, o mais isolado e o menos povoado de todos os estados brasileiros, na região Norte. Construída na década de 1940, a cidade se destaca na Amazônia pelo traçado urbano organizado em forma radial, lembrando um leque.

Geografia

Boa Vista é a única capital brasileira totalmente situada no hemisfério Norte — acima, portanto, da linha do equador. Tem praticamente duas estações: inverno e verão. O outono e a primavera não são perceptíveis. E, como está no hemisfério Norte, nela o verão começa em junho, e o inverno, em dezembro.

Economia

A economia de Boa Vista baseia-se nos setores de comércio e serviços. A mais importante área comercial situa-se no centro do município e atende a todos os bairros.

As indústrias, com destaque para a produção de sabão, arroz e refrigerantes, concentram-se no Distrito Industrial.

História

Boa Vista foi o primeiro povoado com características urbanas da região de Roraima. As primeiras casas surgiram no século XIX, dando origem a um povoado, a Freguesia de Nossa Senhora do Carmo. Em 1890, a freguesia foi elevada à categoria de município, com o nome de Boa Vista do Rio Branco.

Na década de 1930, o município passou a chamar-se simplesmente Boa Vista. Em 1943, foi criado o Território Federal do Rio Branco, e Boa Vista tornou-se sua capital. É dessa época o projeto urbanístico planejado que caracteriza a região central da cidade.

Ao longo dos anos seguintes, a população permaneceu estável, com menos de 10 mil habitantes. Em 1980, porém, com a descoberta de ouro na região, ocorreu um movimento migratório de grandes proporções. A maioria da população local, que era indígena ou mestiça de brancos e índios, foi se diversificando com a presença de bolivianos, guianenses e venezuelanos. O crescimento demográfico anual tem sido de 3 por cento, em média. A população de Boa Vista é de 284.258 habitantes (censo de 2010).

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.