A República dos Camarões é um país da África central cujo nome vem do rio dos Camarões; foi assim que os portugueses chamaram o rio Wouri há mais de quinhentos anos. Sua capital é Iaundé. Com uma área de 476.350 km2, o país tem uma população de 21.698.000 habitantes (estimativa de 2014).

Camarões é quase todo rodeado por suas fronteiras com a Nigéria, o Chade, a República Centro-Africana, a República do Congo, o Gabão e a Guiné Equatorial. Só no sudoeste o país tem saída para o mar, o oceano Atlântico. No norte e no oeste, é atravessado por montanhas. Seu clima é quente o ano todo.

As florestas tropicais do sul abrigam mognos e ébanos, assim como orquídeas e samambaias. Os mangues estendem-se ao longo da costa e dos rios. Macacos e chimpanzés vivem nas florestas. Elefantes, babuínos e antílopes habitam os pastos arborizados do norte.

Os principais grupos étnicos de Camarões são o fang, o duala, o bamilequê e o fula. Há pigmeus vivendo nas florestas. Cerca da metade dos habitantes mora nas cidades. O francês (70 por cento) e o inglês (30 por cento) são as línguas oficiais, mas as pessoas falam várias línguas africanas. A maioria dos habitantes segue o cristianismo (60 por cento, principalmente católicos) ou religiões locais (20 por cento). O norte é em geral muçulmano (20 por cento da população).

A economia de Camarões é baseada na agricultura. Os principais plantios são os de mandioca, cana-de-açúcar, milho, banana, sorgo, legumes e amendoim. O país também produz e exporta petróleo, madeira de construção, cacau, alumínio, algodão e café, além de se dedicar à criação de bois, carneiros, cabras, porcos e galinhas.

A atual região de Camarões já era povoada há 50 mil anos. Os bantos se estabeleceram no sul e no oeste, e os fulas ocuparam o norte. Nos anos 1470, os portugueses iniciaram plantações de cana-de-açúcar e o comércio de escravos. A Alemanha dominou a região no final do século XIX. Com a derrota alemã na Primeira Guerra Mundial, o país foi dividido em duas zonas, francesa (80 por cento) e britânica (20 por cento). Em 1960, a zona francesa e metade da inglesa tornaram-se a República de Camarões.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.