Três ilhas vulcânicas formam a União de Comores, país tropical ao largo da costa leste da África. Sua capital é Moroni, localizada na ilha de Ngazidja. A população do país é de 781.000 habitantes (estimativa de 2015) e sua área é de 1.862 km2.

Geografia

Comores abrange as ilhas de Ngazidja (Grande Comore), Moali (Mohéli) e Ndzuani (Anjuan). A ilha de Mayotte (também chamada Maiote ou Mahoré), a sudeste, é território francês. As ilhas ficam no oceano Índico, entre Moçambique, país do sudeste da África, e Madagascar, país que fica em uma ilha muito maior. O arquipélago de Comores foi formado por vulcões, e as ilhas são todas montanhosas. O clima é quente, com estações secas e úmidas.

Flora e fauna

As ilhas contêm florestas tropicais exuberantes. Coqueiros e manguezais crescem ao longo das praias. Entre os animais de Comores contam-se morcegos, aves e lêmures raros. Nas águas vivem celacantos, peixes que os cientistas acreditavam estar extintos.

População

Muitos comorenses têm uma mistura de raízes africanas, árabes, malaias e indonésias. A maioria é muçulmana. As línguas oficiais são o comoriano, o árabe e o francês. O comoriano é semelhante ao suaíli, língua falada na África oriental. Cerca de dois terços da população vive nas áreas rurais.

Economia

Os setores mais importantes da economia comoriana são a agricultura e a pesca. Entre as culturas estão coco, banana, mandioca, arroz, cravo-da-índia, baunilha e ylang-ylang (flor usada em perfumes). Também são importantes o comércio e o turismo. Pequenas fábricas produzem perfumes, cimento, sabonetes, objetos de madeira e tecidos.

História

As ilhas são habitadas desde o ano 500 d.C., aproximadamente. Comerciantes árabes ali se estabeleceram mais tarde. Os comorenses enriqueceram vendendo escravos, açúcar e cravos-da-índia. A França governou as ilhas no século XIX. Comores tornou-se independente em 1975, mas seu governo não teve estabilidade por muitos anos. Em 2001, uma nova Constituição deu a cada ilha mais poder para governar seu próprio povo.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.