Curupira é um personagem do folclore de alguns países, em especial o Brasil, que possui os pés virados para trás. É um anão peludo e de orelhas grandes. Em algumas versões da lenda é careca, enquanto em outras possui cabelos vermelhos cor de fogo.

Também é chamado de guardião da floresta, pois vive nas matas protegendo as plantas e os animais dos lenhadores e dos caçadores. Eles costumam colocar oferendas na floresta para distrair o Curupira. Como tem os pés virados para trás, a criatura confunde quem a persegue.

Para confundir ainda mais seus perseguidores, usa assovios e gritos, fazendo os caçadores se perderem na floresta. Mas também pode ajudá-los em troca de comida.

O Curupira é conhecido em vários países da América do Sul, como a Bolívia, o Peru e a Venezuela. No Brasil, ele foi descrito desde o século XVI, sendo um dos mitos indígenas mais antigos.

Dentro de um mesmo país, o Curupira possui várias versões. Dependendo da região em que sua lenda é contada, é visto como criatura má ou boa. Há quem diga, por exemplo, que o Curupira sequestra crianças e encanta adultos.

Ele também pode mudar de forma (transformando-se até em mulher) e de nome, sendo também chamado de Caapora.

A palavra “curupira” significa “corpo de menino”. Vem do idioma tupi, em que curu é uma derivação de corumi, que significa “menino”; e pira, que significa “corpo”.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.