Na mitologia grega, Dédalo era um homem muito inteligente, além de ser inventor. Ele tinha um filho chamado Ícaro. Dédalo construíra um labirinto para o rei Minos, de Creta. O labirinto servia de prisão para um monstro, o Minotauro. Um dia, o rei descobriu que Dédalo havia revelado o segredo do labirinto. Irritado, mandou prender Ícaro e Dédalo no cárcere que o inventor planejara.

Dédalo fez asas de cera e de penas para si próprio e para o filho. Com elas, os dois poderiam voar, escapando da prisão. Dédalo recomendou que Ícaro não se aproximasse muito do Sol, pois o calor derreteria a cera das asas. Pai e filho escaparam com facilidade do labirinto, mas depois Ícaro, encantado com o voo, continuou subindo. Como Dédalo previra, o Sol derreteu suas asas. Ícaro caiu no oceano e morreu afogado.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.