O DNA é uma substância que carrega todas as informações sobre a aparência e o funcionamento de um ser vivo. Nos seres humanos, por exemplo, o DNA determina características como a cor dos olhos e o funcionamento dos pulmões. Cada pedaço de DNA contém informações sobre uma determinada característica. Esses pedaços são chamados de genes.

DNA é a sigla da expressão inglesa deoxyribonucleic acid, que significa, em português, ácido desoxirribonucleico. A sigla em português é ADN, mas DNA é mais comumente usada. O DNA, ou material genético, está presente em cada célula de cada ser vivo e é encontrado nas estruturas celulares chamadas cromossomos. Tanto o DNA quanto os cromossomos são muito pequenos, por isso os cientistas precisam usar microscópios muito poderosos para conseguir enxergá-los.

Funções

O DNA comanda a síntese de proteínas, que são substâncias necessárias para a sobrevivência das células. Ele também permite que os seres vivos se reproduzam. Os genes presentes no DNA transmitem características físicas dos pais para os filhos.

Às vezes ocorrem erros ou modificações no DNA. Esse fenômeno é chamado de mutação. As mutações geralmente são inofensivas, mas algumas podem causar doenças e outros problemas.

Estrutura

A estrutura do DNA é complexa. Ela é feita de substâncias químicas que são interligadas, como uma rede. Cada pedaço de DNA possui duas fitas, ou cadeias, compridas. As duas fitas são interligadas, criando uma forma que lembra uma escada em espiral.

Substâncias químicas chamadas fosfatos e açúcares compõem as laterais da escada. O DNA também possui substâncias químicas chamadas bases nitrogenadas. Cada base de uma fita se une a uma base da outra fita. As bases ligadas formam os degraus da escada.

Código genético

Existem quatro bases diferentes no DNA: adenina, timina, guanina e citosina. Essas quatro substâncias químicas se repetem seguidamente, em ordens diferentes, em cada fita de DNA. O DNA humano contém cerca de 3 bilhões de pares dessas bases.

A ordem em que as bases estão dispostas é muito importante. Ela forma um código que instrui as células a produzir determinados tipos de proteínas. São as diferenças nessas proteínas que fazem cada ser vivo — como um cacto, um rato ou uma pessoa — ser do jeito que é.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.