O Dia da Árvore é comemorado no Brasil em 21 de setembro, véspera do início da primavera. Nas regiões Norte e Nordeste do país, também há homenagens às árvores na última semana de março, quando começa o período de chuvas nessas regiões.

Foi uma árvore que deu nome ao Brasil, o pau-brasil. Mas a árvore considerada símbolo do país é o ipê-amarelo.

Comemorações

No Dia da Árvore ocorrem eventos por todo o Brasil. A data é aproveitada para que seja feito um balanço das questões ambientais. A imprensa publica informações sobre a situação das florestas brasileiras. As diversas entidades ambientalistas fazem campanhas para incentivar o plantio de árvores e combater a devastação florestal, ou desmatamento. Os estudantes pesquisam o assunto e organizam debates. Algumas escolas promovem exposições de cartazes e peças de teatro.

História

O Brasil comemorou o Dia da Árvore pela primeira vez em 7 de junho de 1902, com o nome de Festa das Árvores. Mais tarde, o evento passou a ser comemorado em 21 de setembro.

A Festa das Árvores foi ideia de um francês chamado Charles Fourier, no século XIX. Os Estados Unidos criaram uma comemoração semelhante, mais ou menos ao mesmo tempo. A iniciativa foi do jornalista e político J. Sterling Morton. Ele solicitou às autoridades do estado de Nebraska a criação de um feriado para o plantio de árvores.

Os habitantes de Nebraska celebraram o primeiro Dia da Árvore em 1872. A data é comemorada também em outros países, embora em dias diferentes. Em Portugal, o dia é 21 de março, o início da primavera lá. Nos Estados Unidos as datas variam conforme o estado.

Festa indígena

Os índios tapebas, de Caucaia, no estado do Ceará, realizam atualmente a Festa da Carnaúba.

A carnaúba é uma árvore importante como meio de subsistência para os tapebas. Com o tronco e a palha dessa palmeira, eles fazem suas casas. A fibra é utilizada no artesanato e a cera é comercializada.

A festa geralmente acontece em outubro, com músicas e danças indígenas.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.