Dubai é um dos sete Emirados Árabes Unidos (anteriormente chamados de Costa Trucial ou Estados da Trégua). É o segundo emirado mais populoso do país, com 2.070.679 habitantes (estimativa de 2012), e também o segundo em área (3.900 km2).

Dubai tem o formato aproximado de um retângulo, com uma costa de cerca de 72 quilômetros no golfo Pérsico. Sua capital, também chamada Dubai, é a maior cidade dos Emirados Árabes. Fica numa pequena enseada na parte nordeste do estado. Quase 100 por cento da população vive na capital e nas seções construídas nas proximidades.

História

Há registro escrito sobre a cidade de Dubai em 1799. Em 1820, o xeque (em árabe, shaykh) de Dubai, que na época era menor de idade, assinou o tratado-geral de paz patrocinado pelos britânicos, mas a área ficou dependente de Abu Dhabi até 1833. Os qawasim, um grupo de piratas, tentaram tomar Dubai, mas seus governantes mantiveram a independência jogando os estados vizinhos um contra o outro. Quando a Grã-Bretanha saiu do golfo Pérsico, em 1971, Dubai foi um proeminente membro fundador dos Emirados Árabes Unidos.

Economia

A capital de Dubai já era um porto importante no início do século XX. Muitos mercadores estrangeiros (principalmente indianos) ali se estabeleceram. Até 1930, era conhecido pela exportação de pérolas. Mais recentemente, a cidade de Dubai tornou-se o principal porto da região, e muitas companhias de seguro e bancos têm sede ali.

Os rendimentos do petróleo, combinados com a riqueza do comércio, fizeram de Dubai um estado muito próspero. Surgiu uma ampla variedade de planos de desenvolvimento e construção destinados a promover o turismo, o transporte e a indústria, entre eles um complexo esportivo e hotéis de luxo. Dubai é famosa por suas obras grandiosas e de forte apelo turístico. Dentre elas, destacam-se as ilhas Palm Islands (três arquipélagos artificiais no formato de palmeiras), o arquipélago The World (ainda em construção, que forma o desenho do mapa-múndi) e o edifício Burj Khalifa (o arranha-céu mais alto do mundo com 828 metros de altura). A crise econômica mundial, provocada pela especulação financeira, abalou a economia de Dubai em 2009, quase levando o país à falência.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.