Edgar Allan Poe é um dos maiores escritores norte-americanos, considerado o pai das histórias de detetive modernas. Suas obras são cheias de suspense, como pode ser visto em seu poema mais famoso, “O corvo”, de 1845. Poe foi um escritor de sucesso, porém enfrentou muitas dificuldades na vida pessoal.

Infância e juventude

Edgar Poe nasceu em Boston, Massachusetts, em 19 de janeiro de 1809. Sua mãe morreu quando ele tinha 2 anos, e ele então foi morar com John Allan, um comerciante bem-sucedido que vivia em Richmond, Virgínia. A esposa de Allan, que não tinha filhos biológicos, criou o menino. Mais tarde, Poe adotou Allan como seu nome do meio.

Aos 17 anos, Poe se matriculou na Universidade da Virgínia, porém não se saiu nada bem. Perdeu tanto dinheiro em jogos de azar que logo se viu com muitas dívidas. Allan ficou com raiva e tirou Poe da universidade. O rapaz voltou a Richmond, mas, quando descobriu que a mulher que ele amava estava noiva de outro homem, partiu novamente.

Em 1827, Poe estava morando em Boston. Lá, escreveu alguns poemas, publicados em um livreto com o título de Tamerlane e outros poemas. Como não tinha uma fonte de renda estável, resolveu juntar-se ao exército, onde permaneceu até 1829, quando Allan o ajudou a entrar para a Academia Militar dos Estados Unidos, em West Point, Nova York. Mais uma vez, Poe não se saiu bem na escola. Ele não gostava da disciplina rigorosa e não prestava atenção nas aulas. Como resultado, foi expulso.

Carreira

Depois de West Point, Poe lutou para ganhar a vida como escritor. Seu primeiro sucesso veio em 1833, quando participou de um concurso de contos e ganhou um prêmio pela obra “Manuscrito encontrado numa garrafa”. Ele também começou a vender suas histórias.

Pulando de emprego em emprego, Poe escreveu os contos pelos quais veio a ficar famoso, dentre eles “O coração delator”, “A queda da casa de Usher” e “Assassinatos na rua Morgue”. Este último é considerado a primeira história de detetive moderna, pois inspirou um novo tipo de ficção. Em 1844 Poe já era um escritor bem conhecido, mas continuava com dificuldade para ganhar dinheiro. Em 1845, ele escreveu seu poema mais famoso, “O corvo”.

Morte misteriosa

Em 1849, Poe saiu de Richmond com destino a Nova York, porém chegou apenas até Baltimore, onde morreu misteriosamente no dia 7 de outubro. Existem muitas teorias sobre a causa de sua morte, porém até hoje ninguém descobriu a resposta exata.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.