El Greco foi o primeiro grande mestre da pintura espanhola. Suas obras são famosas pelas cores brilhantes e pelo forte contraste entre luz e sombra. El Greco também alongava as figuras. Os corpos e os membros em suas obras costumam ser longos, delgados e musculosos.

Apesar de ser grego, El Greco viveu a maior parte da vida na Espanha. Ele nasceu em 1542, na cidade de Candia (atual Iráklion), em Creta, uma ilha no sul da Grécia. Seu nome verdadeiro era Doménikos Theotokópoulos. Sabe-se muito pouco sobre os primeiros anos de sua vida. Na década de 1560, ele viajou para a Itália, onde estudou o estilo de pintura dos artistas italianos da época. Enquanto estava lá, ganhou o apelido de El Greco, que significa “O Grego”.

El Greco deixou a Itália e foi para a Espanha no final da década de 1570. Ele se instalou em Toledo, que na época era um centro cultural e religioso. Criou várias pinturas religiosas para as igrejas e os mosteiros católicos da cidade, bem como para clientes particulares. O enterro do conde de Orgaz foi concluído em 1558 e é considerado sua obra-prima. Essa pintura mostra os santos no céu assistindo ao enterro de um homem importante. El Greco também pintou muitos retratos.

O artista morreu em 7 de abril de 1614, em Toledo. Até hoje, é um dos pintores mais admirados do mundo.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.