A República de El Salvador, cuja capital é San Salvador, é o menor dos sete países da América Central continental e também o mais populoso da região. O país tem 6.126.000 habitantes (estimativa de 2014) e sua área é de 21.040 km2.

Geografia

Ao sul, El Salvador é limitado pelo oceano Pacífico. O país faz fronteiras terrestres com Guatemala, a oeste, e Honduras, ao norte e a leste. El Salvador tem duas regiões montanhosas com vulcões. As baixadas ao longo do litoral são geralmente quentes e úmidas. As temperaturas são mais baixas nas montanhas.

Flora e fauna

Em El Salvador crescem, entre outras plantas, cedros, mognos, cocos, mangas e palmeiras. No entanto, muitas florestas do país foram extintas para dar lugar à agricultura. Na região ainda selvagem existe uma reserva onde estão protegidos macacos-prego, tamanduás, pumas e beija-flores.

População

Quase 90 por cento dos salvadorenhos são mestiços, ou seja, pessoas que combinam a origem indígena com a europeia. A parcela restante é quase toda formada por indígenas, principalmente dos grupos izalco e pancho. O idioma principal é o espanhol. A maioria da população professa a religião católica. Mais da metade vive nas cidades.

Economia

A economia de El Salvador se baseia na indústria e na agricultura. As indústrias fabricam principalmente produtos alimentícios e roupas. As principais exportações são de peças de vestuário e café. A cana-de-açúcar e o milho também são plantações importantes. O gado bovino é o principal rebanho, e a pesca contribui para a economia do país.

História

Provavelmente os índios do povo pipil chegaram ao atual território de El Salvador por volta do ano 1000. Os espanhóis ali desembarcaram em 1524 e derrotaram os pipils em 1539. A Espanha considerou o território como parte da Guatemala e dominou-o nessa condição até 1821. Em 1823, El Salvador passou a fazer parte das Províncias Unidas da América Central, uma união de cinco estados antes controlados pela Espanha. Em 1840 a união foi rompida e El Salvador ficou independente.

Décadas de violência política resultaram, no final dos anos 1970, em uma guerra civil que se estendeu por uma década. Milhares de salvadorenhos morreram. O governo e os líderes rebeldes finalmente assinaram um tratado de paz em 1992. A recuperação da economia salvadorenha foi assumida por todos.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.