A Fenícia era uma região na extremidade oriental do mar Mediterrâneo que, na Antiguidade, ocupava o local onde hoje fica o Líbano. Seus habitantes eram os fenícios. Eles comerciavam com muitos outros povos e fundaram várias colônias.

Os fenícios viviam na região costeira e ganhavam a vida no mar. Eram exímios navegadores e construtores de navios, e suas rotas comerciais chegaram até a Espanha e as ilhas britânicas. Os fenícios comerciavam madeira, linho, tinturas e vinhos. Além disso, faziam esculturas de madeira e marfim e trabalhavam com metais e vidro. É provável que a arte de moldar o vidro pelo sopro tenha sido inventada na Fenícia.

A língua dos fenícios era semelhante ao hebraico e tinha escrita própria, com um alfabeto de 22 letras. O alfabeto fenício deu origem ao alfabeto grego e ao alfabeto latino, que é usado hoje pela maioria das pessoas.

Os historiadores acreditam que os fenícios chegaram à Fenícia por volta de 3000 a.C., provavelmente vindos da região do golfo Pérsico, a sudeste. Eles construíram as cidades de Sídon, Tiro e Berot (atual Beirute) e estabeleceram colônias por todo o Mediterrâneo. Cartago, no norte da África, foi uma colônia fenícia muito próspera e acabou se tornando uma potência à parte.

Ao longo dos séculos, várias potências estrangeiras dominaram toda a Fenícia ou partes dela. Alguns desses impérios estrangeiros foram o Egito, a Assíria, a Babilônia e a Pérsia. Sob o comando de Alexandre, o Grande, os macedônios conquistaram a Fenícia em 332 a.C. Em 64 a.C., a Fenícia foi integrada ao Império Romano.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.