Fernando e Isabel foram os primeiros reis da Espanha. Conhecidos como Reis Católicos, expulsaram do país os muçulmanos (adeptos do islamismo). Também financiaram as explorações de Cristóvão Colombo ao Novo Mundo.

Castela e Aragão

Isabel nasceu em 22 de abril de 1451. Fernando, em 10 de março de 1452. Na época, ainda não existia um país chamado Espanha. O território espanhol era dividido em vários reinos. O pai de Isabel era rei de Castela, localizado na região central. O pai de Fernando era rei de Aragão, no nordeste da Espanha atual. Em 1469, Fernando e Isabel se casaram.

Isabel herdou o trono de Castela em 1474. Seus direitos foram contestados pelo rei Afonso V de Portugal. Após uma guerra que durou até 1479, Isabel foi reconhecida como rainha. No mesmo ano, Fernando se tornou rei de Aragão. Unidos, os dois reinos deram início à formação da Espanha.

O reinado

Fernando e Isabel tornaram o catolicismo a única religião permitida no país. O islamismo e o judaísmo foram proibidos. Em 1478, foi criado um tribunal que tratava com rigor os não católicos. Esse tribunal religioso era a Inquisição espanhola. Em 1492, os judeus que não se converteram ao catolicismo foram forçados a deixar a Espanha.

Fernando e Isabel também expulsaram os muçulmanos. Desde o século VIII, grande parte da península Ibérica era dominada pelos mouros muçulmanos vindos do norte da África. Ao longo dos séculos, os católicos pouco a pouco foram reconquistando as terras ocupadas. Em 1482, Fernando e Isabel declararam guerra ao reino de Granada, último reduto da Espanha em poder dos mouros. A vitória final ocorreu 1492. Consolidava-se assim unificação da Espanha como um país cristão.

No final de 1492, Fernando e Isabel forneceram recursos a Cristóvão Colombo para a realização da primeira viagem à América. Os locais em que Colombo desembarcou se tornaram colônias da Espanha. Isabel morreu em 26 de novembro de 1504. Fernando, em 23 de janeiro de 1516.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.